Justiça Federal manda intimar Erivelton em ação de improbidade por fraude em licitação
Cotidiano

Justiça Federal manda intimar Erivelton em ação de improbidade por fraude em licitação

Prefeito de Carolina é acusado de frustar pregão presencial para serviços de transporte escolar no município. Contratos ultrapassam R$ 4,5 milhões

A Subseção Judiciária de Balsas na Justiça Federal do Maranhão encaminhou malote digital à Secretaria da Vara Única de Carolina, do Tribunal de Justiça do Maranhão, para que seja intimado o prefeito do município, Erivelton Teixeira Neves (PL), em ação de improbidade por fraude em licitação. A carta precatória para distribuição, cumprimento e devolução foi enviada nessa segunda-feira 14.

Conforme mostrou o ATUAL7, Erivelton Neves virou réu no mês passado, por decisão do juiz federal Victor Curado Pereira. Ele é acusado de haver frustado um pregão presencial para serviços de transporte escolar no município, cujo contratos ultrapassam R$ 4,5 milhões.

Autor da ação, o MPF (Ministério Público Federal) diz que o prefeito de Carolina atuou, de forma intencional e coordenada, com as empresas Bello Monte Empreendimentos Transporte e Serviços Ltda, Costa Neto Construções Ltda e C G S Equipamentos e Construções Ltda, vencedoras do certame.

Se condenado, ele pode perder os direitos políticos.

Durante a fiscalização in loco, força-tarefa formada pelo MPF e outros cinco órgãos de fiscalização e controle descobriu que as três terceirizadas subcontrataram o objeto contratual, quase em sua totalidade, já que não dispunham de frota própria para a realização do transporte escolar.

Além disso, os motoristas dos veículos utilizados não possuíam habilitação especial para transporte escolar, fato que contrariava exigência do edital e também dos contratos.

Em defesa preliminar, Erivelton Neves e demais réus negaram qualquer irregularidade.



Comentários 1

  1. Murilo f.costa

    As acusações contra esse prefeito teve que sair da esfera de Carolina para poder ser condenado em alguma ação ilícita,porque aqui na cidade o prefeito pode ser citado em mil denúncias que não tem prosseguimento

Comente esta reportagem