Hemetério Weba ameaça usar trator para expulsar idosa de terras em Turilândia
Política

Hemetério Weba ameaça usar trator para expulsar idosa de terras em Turilândia

Ameaça foi feita por meio de jagunços do parlamentar. Em outubro do ano passado, ele já havia usado as máquinas para o mesmo fim e proibido que a Cemar instalasse postes e energia elétrica no local

Moradores de Turilândia, no Maranhão, denunciaram ao Atual7 que o deputado estadual Hemetério Weba (PV) tem mandado diversos jagunços ao Sítio Rancho Alegre, que fica na MA-106, Km 15, Olho D’Àgua, zona rural do município, a fim de promover ameaças contra uma idosa de 59 anos que ganhou na Justiça estadual o direito a permanecer numa propriedade adquirida por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Instituto de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) do Maranhão, há cerca de duas décadas.

Segundo a denúncia, após perder o processo, Weba teria contratado dois tratores e ordenado aos seus funcionários que invadissem a propriedade da idosa, identificada como Zeni Freitas Mandu, e derrubassem toda a vegetação ali presente com intuito de prejudicá-la, tanto de ordem material como psicológica.

A idosa teria recebido a ameaça de que tem até as 10 horas desta quarta-feira 13 para deixar o local, do contrário, desta vez, os tratores passariam até por cima dela. Os moradores afirmam que a idosa estaria em pânico por conta das ameaças também serem contra a sua vida.

Reincindente

Esta não seria a primeira vez que o parlamentar do PV age como violência para tomar terras de dona Zeni.

No início de outubro de 2015, capangas do deputado foram flagrados com a mesma quantidade de tratores puxando correntes grandes e grossas com escopo para derrubar a vegetação e plantas da propriedade da idosa. Várias palmeiras chegaram a ser derrubadas, algumas voltadas para extração de palmitos. Parte do pasto também foi destruído. Toda a ação, inclusive, chegou a ser registrada em fotos, e anexada aos autos do processo em que Hemetério Weba saiu-se derrotado, e proibido de entrar na propriedade, sob pena de multa diária de R$ 1,5 mil.

Além das ações contra a idosa, o deputado já carrega o histórico de tentar tomar a propriedade de outras famílias na mesma região, onde age como especie de policial e juiz local, chegando até mesmo ao disparate de proibir que a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) instalasse postes e fiação de energia elétrica na área.

O Atual7 tentou, insistentemente, contato com o deputado esbulhador por meio de seu telefone celular, para comentar sobre as ameaças contra a propriedade e as terras da idosa, mas não obteve sucesso até a publicação desta matéria.



Comentários 1

  1. Carlos Magno

    ESSE DEPUTADO DEVERIA SER PRESO, ONDE JÁ SE VIU PERSEGUIÇÃO A UMA SENHORA IDOSA. NO MARANHÃO NÃO TEM LEI? ELE PODE FAZER TUDO ISSO Sem RESPONDER a nada?

Comente esta reportagem Cancelar Resposta