Tia de bebê que teve tratamento negado por Flávio Dino desmente nota do governo
Política

Tia de bebê que teve tratamento negado por Flávio Dino desmente nota do governo

Governo Flávio Dino emitiu nota afirmando que criança recebeu todo o tratamento necessário, desde o parto

Caiu por terra a mentira espalhada pelo governo Flávio Dino em blogs e redes sociais sobre a falsa notícia de que o Governo do Maranhão estaria pagando, por livre vontade, todo o tratamento necessário ao recém-nascido Luis Eduardo Carvalho Souza Filho, o "Dudu", diagnosticado com Tetralogia de Fallot (T4F), doença caracterizada pela má-formação cardíaca, e que depende de uma decisão da Justiça para continuar o tratamento especializado em um hospital privado de São Paulo.



Vídeo do Bom Dia Brasil, exibido na manhã desta segunda-feira (18), que mostra que o governo Flávio Dino alega que não...

Posted by Atual7 on Segunda, 18 de maio de 2015

Explica-se: como não há tratamento adequado no sistema de saúde pública do Maranhão, os pais ajuizaram ação na Justiça pedindo que o Estado pagasse o tratamento em outro lugar. Embora o parecer do médico seja claro sobre os riscos do bebê morrer na viagem, o governo comunista recorreu, para tirar a criança do hospital onde está e transferi-la para a rede pública no estado, alegando - pasmem! - que o custo do tratamento é alto e que o dinheiro estaria servindo para “financiar riqueza sem justa causa para uma pessoa só”, no caso a criança.

Por meio das redes sociais, uma tia de "Dudu", Renaura MMota, manifestou-se sobre o caso, inclusive sobre um vídeo em que o secretário de Saúde Marcos Pacheco desmente a si próprio para salvar o governador do Maranhão do ato desumano contra um inocente.

- Para que as autoridades competentes saibam que a família está atenta e acompanhando tudo de perto, e para que as pessoas que estão à frente da SES que negligenciaram o caso saibam que atualmente, "o povo" sabe exigir seus direitos. Quem ocupa um lugar no serviço público, está onde está para melhor atender a população e não fazendo favor a quem busca ajuda do Estado. A família merece respeito, a criança merece respeito e tem direito ao seu tratamento e à vida! - diz Renaura em um dos comentários sobre o caso.

Em um outro trecho, a tia do recém-nascido esclarece a verdade sobre o tratamento da criança. Segundo ela, ao a família da criança acionar o Estado Judicialmente, a Secretaria de Estado da Saúde teve tempo suficiente para agir com os trâmites do processo administrativo, no entanto, mesmo perante a decisão judicial, não agiu em tempo hábil, foi omissa, demonstrando negligência e descaso, o que obrigou a família se deslocar para São Paulo de forma completamente independente.

Renaura MMota alerta ainda ao governo que família está acompanhando de forma atenta todo o tratamento, bem como, qualquer manifestação do Estado, e lembra que ninguém aqui está pedindo favor, que o custeio com o tratamento de "Dudu" trata-se de um direito cabível a todo cidadão e uma obrigação do Estado.

Abaixo, veja a sequencia dos relatos:

Tia de "Dudu" esclarece mentira do governo Flávio Dino sobre tratamento de recém-nascido em São Paulo
Facebook Governo mentiroso! Tia de "Dudu" esclarece mentira do governo Flávio Dino sobre tratamento de recém-nascido em São Paulo

Em comentário compartilhado pela tia da criança, jovem pergunta: "até que ponto o ser humano pode chegar visando interesses próprios?"
Facebook Governo Sorrateiro Em comentário compartilhado pela tia da criança, jovem pergunta: "até que ponto o ser humano pode chegar visando interesses próprios?"

Tia esclarece que Governo do Estado negligenciou o tratamento do recém-nascido
Facebook Governo negligente Tia esclarece que Governo do Estado negligenciou o tratamento do recém-nascido



Comentários 6

  1. Rutterran Martins

    Sou advogado do caso e afirmo que constam dos autos todos os documentos que comprovam que o Estado não cumpriu a decisão liminar de forma ágil e tempestiva. Cumpre esclarecer ainda, que o tratamento não foi autorizado, mesmo após a equipe do Hospital Beneficência Portuguesa ter entrado em contato com o Estado. Tal tratamento se iniciou independentemente de autorização, graças a Deus primeiramente e também a uma equipe extremante humana do Hospital Beneficência que nos acolheu e deu prosseguimento à internação, procedimento cirúrgico inicial e todo tratamento até então. O Estado se manifestou justificando a impossibilidade de cumprir a decisão liminar, alegando que o Hospital teria se negado a receber a internação, conseguindo modificar a liminar, que determinou a transferência para hospital da rede pública. Contudo, recorremos contra a decisão, comprovando as mentiras sorrateiras do Estado e hoje saiu decisão que mantém a liminar inicial.
    Buscamos que seja honrada a nossa Constituição, garantindo o direito à saúde e não enriquecimento ilícito como declarado pelo Secretário de Saúde.

  2. Pingback: Governo envia procurador e jurídico da SES às pressas para São Paulo para resolver "caso Dudu" | Diego Emir

  3. eleitor

    A Saúde no estado do Maranhão.. Já está sendo precária desde o governo Sarney! É muito fácil falar que um governo não presta... Mais só sabe quem está dentro das prefeituras.. O quanto o governo estava afundado.. Não é mágica .. Para se transformar tudo o q estava acabado em novo! Isso leva tempo!

  4. Pingback: Atual7

  5. Pingback: Atual7

  6. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem