STF retira da pauta discussão sobre 5º mandato consecutivo de presidente da Alema para Othelino
Política

STF retira da pauta discussão sobre 5º mandato consecutivo de presidente da Alema para Othelino

Deputado está no comando da Casa desde 2018. Não há data para que o caso seja posto novamente para análise do Supremo

O STF (Supremo Tribunal Federal) retirou da pauta da corte, no início da noite dessa quinta-feira (31), o julgamento de embargos de declaração que podem garantir ao presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), o direito de comandar o Palácio Manuel Beckman por até cinco mandados consecutivos.

Ele chefia a Casa desde 2018, inicialmente por meio de mandato-tampão. Posteriormente, foi eleito e reeleito por aclamação, antecipadamente.

A deliberação pelo Supremo –ainda consequência do julgamento que declarou constitucional a reeleição de Othelino para presidência do Legislativo maranhense– estava marcada para começar no dia 1ª de abril e terminar no dia 8, por meio do plenário virtual, no qual os 11 ministros apresentam seus votos no sistema do tribunal.

Com a retirada da pauta, não há data para que o caso seja posto novamente para análise.

O ATUAL7 apurou que a manutenção no cargo de presidente da Alema, sob apoio integral da futura base governista na escolha da Mesa Diretora da Casa para os biênios da próxima legislatura, foi uma das exigências feitas por Othelino Neto para se apartar do senador Weverton Rocha (PDT) e fechar com Carlos Brandão (PSB) na disputa pelo Palácio dos Leões.

A outra condição de Othelino, já declarada publicamente por Flávio Dino (PSB), foi a garantia da primeira vaga de suplente de senador na chapa majoritária para a esposa, Ana Paula Lobato.



Comente esta reportagem