Política

Deputado do Ceará diz que Flávio Dino não deveria admitir golpe era na Petrobras

Vitor Valim criticou o governador do Maranhão por se calar diante de ações do governo do PT contra os trabalhadores brasileiros

O governador Flávio Dino (PCdoB) voltou a ser atropelado nacionalmente, nessa quarta-feira 12, por, em vez de sair em defesa do país e dos cofres públicos, defender a presidente Dilma Rousseff (PT), durante a passagem da petista no Maranhão, na segunda-feira 10, em cerimônia milimetricamente controlada pela Presidência da República e pelo PCdoB para que nada desse errado.



Deputado do Ceará, onde população também foi enganada com a promessa eleitoreira de implantação de uma refinaria, diz que Flávio Dino não deveria admitir era golpe na Petrobras.

Posted by Atual7 on Quarta, 12 de agosto de 2015

Em duro discurso na Câmara Federal, o deputado Vitor Valim (PMDB-CE), criticou o comunista por ter agido como um militante, quando deveria ter aproveitado a presença da chefe da República para fazer cobranças de interesse nacional, contra ações do governo do PT que afetaram todos os brasileiros.

"Primeiro em tenho de lamentar a fala do governador Estado do Maranhão, que agia mais como um militante político do que como um governador responsável", iniciou Valim, lembrando que, junto com a presidente Dilma, de punho cerrado, Dino declarou que não iria impedir golpe no país.

"Esse mesmo governador, deveria usar a voz, os microfones, a mídia de seu estado, para não admitir golpe nos fundos de pensão, não admitir golpe na Petrobras, não admitir golpe contra as viúvas, não admitir golpe contra o seguro defeso, ora, senhores e senhoras, quem prometeu, dizendo que não iria mexer com os direitos dos trabalhadores foi a presidente Dilma. Golpe ela está fazendo com o nosso país. E eu não entendo, não vou ficar calado e não vou admitir um governador militante", detonou do Ceará, cuja população, como em Bacabeira, com a Premium I, também foi vítima do mesmo projeto eleitoreiro de implantação de uma refinaria a Premium II.



Comentários 1

  1. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem