Sousa Neto quer ouvir Lula e Alana Coelho sobre suposto emprego fantasma
Política

Sousa Neto quer ouvir Lula e Alana Coelho sobre suposto emprego fantasma

Parlamentar apresentou três requerimentos na Assembleia Legislativa. Ele pede a visita do secretário e da servidora da SES à Casa, além da apresentação de documentos

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) protocolou, nesta terça-feira 12, três requerimentos na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, solicitando informações sobre o caso da servidora comissionada da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Alana Valéria Lopes Coelho Almeida, suposta funcionária fantasma da pasta. Os pedidos devem entrar em votação na sessão plenária desta quarta-feira 13.

Nos requerimentos, o parlamentar requer que o titular da SES, Carlos Lula, compareça à Casa e preste esclarecimentos, com documentos comprobatórios, a respeito da denúncia de que a Alana Coelho recebeu religiosamente seus vencimentos, de mais de R$ 9 mil, mesmo sem cumprir expediente desde o mês de janeiro deste ano. Em um dos requerimentos, Sousa convida ainda ao seu gabinete a própria Alana Coelho, para que a servidora possa se explicar sobre as declarações de Lula, de que ela estaria afastada de suas funções para tratamento de depressão.

“Estou oportunizando a Alana se defender já que Lula e Flavio Dino não a defendem, e ficam se omitindo de tomar alguma medida para este escândalo. É importante para Alana o convite já que Lula não apresenta a comprovação do afastamento médico para tratar a depressão, e com isso está permitindo todo tipo de interpretação negativa em relação a ela”, destacou o parlamentar.

Dentre os documentos que Sousa Neto pede que Carlos Lula apresente está o da perícia com o laudo da junta médica oficial do Estado do Maranhão, que justifique e comprove a necessidade de licença de Alana Coelho, bem como o tempo de afastamento da servidora para tratamento de saúde.

Blindagem

Antes de entrar com os novos pedidos, o deputado teve barrado pela base governista na Assembleia Legislativa, na sessão dessa segunda-feira 11, um outro requerimento. Nele, Sousa Neto pedia à presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Ianik Leal, informações acerca dos rendimentos recebidos pela suposta servidora-fantasma, a título de Jeton, durante o período em que Alana integrava o Conselho de Administração da entidade, que é subordinada à SES.

Prevaricação, improbidade e peculato

Na semana passada, Sousa Neto denunciou o governador Flávio Dino (PCdoB) no Ministério Público Federal (MPF), por prevaricação. Na representação, o parlamentar pediu ao Parquet que apure a postura do chefe do Executivo estadual no caso, uma vez, segundo ele, ao menos publicamente, tem sido omisso em relação ao caso.

Em agosto última, uma outra representação já havia sido protocolada pelo deputado, mas na Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ). Na ação, Sousa acusa o governador do Maranhão, o secretário Carlos Lula e a servidora Alana Coelho de improbidade administrativa e de peculato.



Comente esta reportagem