Domingos Dutra fecha 2017 na mira de quatro ações do Ministério Público
Política

Domingos Dutra fecha 2017 na mira de quatro ações do Ministério Público

Prefeito de Paço do Lumiar termina primeiro ano de gestão marcado por ocultação de gastos públicos e desastre administrativo

Ex-deputado federal, o prefeito do município de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), representa o que há de mais atual no célebre provérbio chinês de que ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça.

Acostumado a ser ferrenho em suas críticas a quem ocupava o Executivo, Dutra termina o ano de 2017, primeiro de sua gestão, alvo de pelo menos quatro ações do Ministério Público do Maranhão, por ocultação de gastos públicos e desastre administrativo, correndo o risco até mesmo de perder o mandato.

Nos últimos 12 meses, a aventura de Dutra na prefeitura acrescentou ao seu histórico esquerdista pelo menos uma Ação Civil Pública obrigando-o a abrir concurso público para o preenchimento de cargos efetivos na Procuradoria do Município; uma outra, para que ele saia da marginalidade e mantenha em pleno funcionamento o Portal da Transparência da prefeitura; outra para que seja forçado a cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e realize concurso para professores da rede municipal de Paço do Lumiar; e, a mais recente e importante de todas, que passe a garantir condições adequadas para os estudantes com necessidades educacionais especiais matriculados na rede municipal de ensino.

Apenas em relação a uma delas, de que não tem uma gestão transparente, o prefeito de Paço esboçou reação. Mas nada de pedido de desculpas, choro público ou greve de fome — coisas que sempre fez nos últimos anos —, por não conseguir cumprir o que sempre cobrou dos outros.

Domingos Dutra foi a redes sociais e emitiu nota, na verdade, para acusar o Ministério Público de contribuir “para que oportunistas e adversários políticos” o condenem sem direito a defesa, e para arvorar, de pés juntos, que possui “uma história de honestidade”.

Esse tipo de discurso, porém, servia à época em que cabia a Dutra apenas fiscalizar e atirar.



Comentários 2

  1. HUDSON

    Dutra é um niilista, faz tudo na base da esculhambação merece um reprimenda do MP.

  2. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem