Eduardo DP fecha contrato de R$ 28,7 milhões com o governo Flávio Dino
Política

Eduardo DP fecha contrato de R$ 28,7 milhões com o governo Flávio Dino

Construservice C Empreendimentos e Construções, operada pelo empresário, foi alvo de diversas operações contra a máfia da agiotagem no Maranhão

A cinco meses do pleito de 2018, o governo Flávio Dino, do PCdoB, fechou contrato de exatos R$ 28.751.307,81 (vinte e oito milhões, setecentos e cinquenta e um mil, trezentos e sete reais e oitenta e um centavos) com a empresa Construservice C Empreendimentos e Construções Ltda, que tem sede no município de Codó e já foi alvo de diversas operações contra a máfia da agiotagem no Maranhão, no início da gestão comunista.

Segundo força-tarefa da Polícia Civil e do Ministério Público estadual, a empreiteira é registrada em nome dos sócios Rodrigo Gomes Casanova Júnior e Adilton da Silva Costa, mas é operada no esquema criminoso pelo empresário Eduardo Costa Barros, mais conhecido como Eduardo DP ou Imperador. Ele foi preso e encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas em todas as operações deflagradas para desarticular a quadrilha, mas deixou de ser alvo de novas prisões desde que passou a prestar serviços para a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), e já até foi flagrado em palanque com Dino, participante de solenidade oficial do governo.

Em coletiva de imprensa realizada na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), em maio de 2016, o titular da pasta, delegado Jefferson Portela, e o chefe do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) em São Luís, promotor Marco Aurélio Rodrigues, garantiram que seria barrado o avanço da Construservice e outras empresas envolvidas na máfia da agiotagem. A promessa, porém, não passou do recinto.

Referente ao processo n.º 176628/2017, o contrato n.º 038/2018 foi assinado no dia 25 de abril último, e tem como objeto a realização de obras de restauração e melhoramentos físicos e operacionais da Rodovia Estadual MA-026, no subtrecho Entrocamento BR-316/MA.

A vigência contratual é de 17 meses, contados a partir da data da assinatura. O prazo de execução é 15 meses, iniciado a partir da ordem de serviços. O extrato foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 27.

Antes de firmar a nova negociação, a Construservice já tinha conseguido aditar e celebrar mais de R$ 22,8 milhões em contratos com o governo Flávio Dino, após já haver recebido mais de R$ 64,2 milhões em pagamentos por supostas obras semelhantes a utilizadas por Eduardo DP para afanar os cofres públicos.

Procurados pelo ATUAL7 a se posicionarem a respeito da contratação de uma empreiteira alvo de diversas operações de combate a corrupção, o Governo do Maranhão e o MP maranhense não retornaram o contato até a publicação desta matéria.



Comentários 2

  1. Edelson Beserra De resende

    ESSE É MAIS UM DUBLÊ DE JORNALISTA, QUE ESTA A SERVIÇO DA FAMILIA MALDITA, OS SARNEYS, QUE AFUNDARAM O MARANHÃO, E DEVERIAM ESYAR NA CADEIA, MAIS O BRASIL, INFELIZMENTE NAO E IM PAIS SERIO.

  2. João Fernando

    Isso é pura verdade, depois do acordo do DP com Dedé Macedo, para apoiar seu filho perdedor Hernando, parou de ser preso e ate fecha contratos milionários para arrumar grana pra eles.

Comente esta reportagem