Em meio a ataques à Lava Jato, Flávio Dino abre diálogo com José Sarney
Política

Em meio a ataques à Lava Jato, Flávio Dino abre diálogo com José Sarney

Conversa entre governador do Maranhão e ex-presidente teria ocorrido a pedido de Lula

Em meio a ataques a Lava Jato, maior operação de prevenção e combate a corrupção da história do Brasil, e ao ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), o governador Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, abriu diálogo com o ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (MDB), até então seu desafeto político.

A conversa entre os políticos maranhenses foi tornada pública pelo próprio comunista, nesta quarta-feira 26, pelo Twitter.

"Hoje conversei com o ex-presidente José Sarney sobre o quadro nacional. Apresentei a ele a minha avaliação de que a democracia brasileira corre perigo, em face dos graves fatos que estamos assistindo. Já estive com os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso, com a mesma preocupação", escreveu.

Desde as últimas duas semanas, já se especulava nos bastidores que Dino articulava um encontro com Sarney, a pedido de Lula - que teria sido feito em maio último, durante a visita do comunista ao petista na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde está preso pela Lava Jato.

O encontro, inclusive, tinha como objetivo transformar o governador do Maranhão numa espécie de garoto de recado de Lula a Sarney. O conteúdo do suposto recado, porém, ainda é desconhecido.

O entorno do Palácio dos Leões, quando da especulação, negava a informação de possibilidade de eventual encontro entre Flávio Dino e José Sarney, agora confirmada pelo próprio comunista.



Comente esta reportagem