Com Cricielle Muniz, São Luís pode ter duas mulheres disputando a prefeitura
Política

Com Cricielle Muniz, São Luís pode ter duas mulheres disputando a prefeitura

Bacharela em Direito integra o Diretório Nacional do PT. Detinha, do PL, já confirmou pré-candidatura

Embora ainda majoritariamente composta por homens, a disputa pela prefeitura de São Luís em 2020 pode ter duas mulheres como opção de voto.

Há cerca de uma semana, a bacharela em Direito Cricielle Muniz, membro do Diretório Nacional do PT, colocou o nome à disposição do partido, que decidiu ter candidatura própria na capital.

Feminista, ela concorre internamente pela unção da legenda contra quatro homens: o deputado federal Zé Carlos, o deputado estadual Zé Inácio, o presidente da MOB (Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos) Lawrence Melo e o vereador de São Luís Honorato Fernandes.

Antes na petista, confirmou pré-candidatura a deputada estadual Detinha (PL). Ela foi prefeita de Centro do Guilherme, entre 2009 a 2016.

Os demais pré-candidatos a prefeito de São Luís, todos homens, são: Yglésio Moyses (Pros), Neto Evangelista (DEM), Wellington do Curso (PSDB), Adriano Sarney (PV), Duarte Júnior (Republicanos), Bira do Pindaré (PSB), Eduardo Braide (Podemos), Franklin Douglas (PSOL), Carlos Madeira (SD), Jeisael Marx (Rede) e Rubens Júnior (PCdoB).



Comente esta reportagem