São Luís
Com Wellington e Detinha fora, Braide é eleito no 1º turno, aponta Ibope
Política

Candidato do Podemos não cresceu, mas oscilou positivamente no limite da margem de erro em um mês

Com os deputados estaduais Wellington do Curso (PSDB) e Detinha (PL) oficialmente fora da disputa, se o pleito fosse hoje, o deputado federal Eduardo Braide (PODE) venceria a eleição para a prefeitura de São Luís no primeiro turno, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira 21, pela TV Mirante.

Levantamento realizado entre os dias 12 e 14 de setembro mostra que Braide não cresceu, mas oscilou positivamente no limite da margem de erro, mantendo larga vantagem sobre os adversários. Ele tem agora 43% da preferência do eleitorado, 4% acima dos 39% registrados na sondagem anterior, em agosto.

Se considerados apenas os votos válidos, Braide teria 51,19%.

O Ibope ouviu 602 eleitores de São Luís. A margem de erro é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número MA-01425/2020.

Wellington não está mais na disputa após o PSDB decidir rejeitar sua pré-candidatura e seguir com Braide, em aliança que caminha para ser repetida em 2022, na disputa pela Palácio dos Leões. Já Detinha retirou a pré-candidatura para apoiar Duarte Júnior (Republicanos), em troca do comando de pastas municipais em eventual vitória nas urnas e da vice na chapa para Fabiana Vilar Rodrigues (PL), sobrinha de seu marido, deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL-MA).

Presidente do Moto Club, Natanael Júnior disputa vaga para vereador em São Luís
Política

Candidato pelo Cidadania, ele divulgou vídeo com sua plataforma de atuação em favor da democracia, direitos básicos fundamentais, cultura local e esporte profissional e amador

O presidente do Moto Club de São Luís, Natanael Júnior, está na disputa por uma das 31 vagas na Câmara de Vereadores da capital nas eleições municipais de 2020, pelo partido Cidadania.

Em vídeo publicado no Facebook, ele apresenta ao eleitor sua plataforma de atuação em favor da democracia, direitos básicos fundamentais, cultura local e esporte profissional e amador.

Ao ATUAL7, Natanael Júnior explicou que nunca havia pensado em ser político, e que sua atuação no jornalismo, na cena do rock, do heavy metal e da cultura alternativa em geral, e no Moto Club, foi que o levou a buscar uma vaga na Câmara. “Se eleito, serei mais um cidadão comum querendo o melhor para nossa cidade, não sou político”, enfatizou.

Destacado profissional da imprensa maranhense, já atuou como repórter, diretor de produção e diretor de várias emissoras locais, criando vários programas de destaque. Atualmente, é diretor-geral da TV Guará. “Ser jornalista em São Luís é um compromisso social a favor da informação verdadeira e com credibilidade, é lutar por uma cidade mais humana, mais viável e essa luta precisa ser fortalecida no âmbito do legislativo municipal”, disse.

“Foi através do jornalismo que comecei a acompanhar o Moto Club de São Luís, meu time do coração, além do futebol profissional e o esporte maranhense em geral”, conta o presidente do Papão do Norte.

“Assumi em 2018, com o clube rebaixado e mergulhado em dívidas. Hoje, a situação é totalmente inversa. Em 59 partidas ao longo de três anos, tivemos apenas 6 derrotas, o que é considerado o melhor desempenho atingido por um dirigente de um clube profissional em todo o país. Chegamos a três finais de estadual em três anos consecutivos, implantei a transparência total na gestão, com prestação de contas detalhadas para acesso dos torcedores publicadas no site oficial, inaugurei a primeira loja oficial do clube e reformei parte do CT, que continua em reforma. Este é um trabalho que ainda estamos desenvolvendo plenamente orientado por amor ao Moto, responsabilidade organizacional e transparência incontestável”, continuou.

Na primeira gestão de Natanael, o Moto foi Campeão Maranhense (2018) e Campeão Maranhense Sub-19 (2019). Também em 2019, o clube fez sua melhor campanha na Copa do Nordeste e voltou a disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior depois de cerca de 10 anos. Em 2019, foi reeleito por aclamação para o biênio 2019-2020.

“O futebol maranhense profissional precisa de moralização, os clubes precisam ser mais respeitados e ter mais voz. Além disso, o esporte transforma vidas, é fator de cidadania e inclusão social, e nossa juventude merece e precisa de mais atenção nessa área. Temos muitas ideias para nosso esporte, que serão debatidas e construídas coletivamente com toda a sociedade”, afirma.

Natanael Júnior pode ser o primeiro vereador ligado diretamente à cena cultural alternativa da cidade. Antes do jornalismo e do Moto Club, já atuava de forma intensa na cena cultural de São Luís, desde o início dos anos 90. Foi músico até o ano de 2002 e depois começou a atuar como produtor de shows, promovendo cerca de 190 eventos em São Luís e no Norte-Nordeste.

Foi um dos sócios fundadores do Castelo do Rock, primeiro espaço de São Luís dedicado exclusivamente ao rock and roll e à cultura alternativa, no Centro Histórico da capital maranhense. Atualmente é sócio da Fanzine, casa de shows também no Centro da cidade. “Essas quase três décadas de trabalho no underground, de apoio à nossa cultura alternativa, me deram a visão de vários projetos e ações que podem gerar mais renda e mais turismo pra São Luís, além, é claro, de mais visibilidade e apoio às bandas e artistas independentes da cidade”, destacou.

Convenção de Madeira, que se recupera de Covid-19, evita aglomeração e cumpre decreto
Política

Evento seguiu regras sanitárias e de segurança para evitar a contaminação ou a propagação do novo coronavírus

Superior em respeito e demonstração de empatia às convenções partidárias dos candidatos Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (Republicanos) e Eduardo Braide (Podemos), que ignoraram a pandemia e agiram com descaso com a população da capital e familiares de vítimas da Covid-19, a confirmação de candidatura a prefeito de São Luís de Carlos Madeira, realizada pelo Solidariedade nessa quarta-feira 16, no Bairro de Fátima, não estimulou e evitou aglomerações, cumprindo o decreto estadual sobre a quantidade máxima de pessoas em eventos no Maranhão.

Seguindo regras sanitárias e de segurança para evitar a contaminação ou a propagação do novo coronavírus, o evento foi realizado em local com ventilação aberta, controlado por uma equipe de brigadistas, com medição de temperatura, acesso limitado de pessoas, uso obrigatório de máscaras e álcool gel e distanciamento dos participantes.

“Os candidatos devem ser os primeiros a dar o exemplo de que respeitam as medidas sanitárias”, disse Madeira em videoconferência. Diagnosticado com Covid-19 há quase duas semanas, ele se recupera da doença em isolamento domiciliar.

Além de oficializar o nome de Madeira na disputa pelo Palácio de La Ravardière, a convenção homologou também Capitão Jeremias na vice, e cerca de 40 nomes para a Câmara Municipal de São Luís.

De acordo com a assessoria do candidato a prefeito, a convenção conseguiu alcançar o objetivo do Solidariedade, “ao promover uma grande festa democrática, com a participação efetiva de lideranças políticas e comunitárias, além de uma militância comprometida com os ideais de justiça social, eficiência e transparência na gestão pública”.

“Procuramos fazer um evento equilibrado, demonstrado a força e a capacidade de vitória das nossas candidaturas e ao mesmo tempo respeitando as normas de segurança em tempos de pandemia”, destacou o presidente do partido, Simplício Araújo.  

Profissionais de direito e comunicação se unem para checar informações de campanhas em São Luís
Política

Idealizado pelo coletivo Re(o)cupa, projeto Rumbora Marocar pretende averiguar notícias, declarações e materiais divulgados pelos candidatos a prefeito da capital

Um grupo de 12 profissionais de direito e comunicação se prepara para lançar o projeto Rumbora Marocar, iniciativa que visa averiguar notícias, declarações e materiais divulgados pelos candidatos a prefeito em São Luís nas eleições municipais de 2020. O lançamento será no próximo dia 20, por meio de site próprio (rumboramarocar.com.br), ainda em desenvolvimento.

O projeto é idealizado pelo Re(o)cupa, coletivo que atua há cerca de quatro anos na capital, por meio de um espaço plural e aberto para as mais diversas manifestações artísticas, no Centro Histórico, epicentro cultural da ilha de Upaon-Açu.

A equipe, segundo autodescrição, é formada por “maroqueiros, curiosos e fuxiqueiros construindo uma rede de buscas, encontros, movimentos e experiências, fortalecendo a sociedade civil de forma organizada, diversa e horizontal”.

Segundo Deuza Brabo, coordenadora e uma das idealizadoras do projeto, todos os integrantes são apartidários. “O projeto surgiu da inquietude de fomentar o debate político”, diz.

As checagens e divulgação de informações relevantes ao pleito deste ano serão feitas por meio de duas frentes de atuação.

Pelo eixo 1, intitulado Rumbora, o objetivo será o de “disseminar conteúdo de forma acessível e com linguagem popular sobre os cargos em disputa nas eleições municipais, fornecendo conteúdo relativo aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, elucidando sobre as competências atinentes aos respectivos cargos. Além disso será produzido matérias jornalística a respeito da conjuntura política de São Luís, contexto histórico e atualidades. Disponibilização de materiais gráficos como cartilhas e materiais em audiovisuais dos bastidores, objetivando ensinar o passo-a-passo sobre o modo como é feito a checagem de notícias”.

Já o eixo 2, o Maroca, vai “averiguar notícias, declarações e materiais publicizados pelos candidatos a prefeito durante o período da Campanha Eleitoral, como uma forma de qualificar o debate público por meio da apuração jornalística. Checar o grau autenticidade das informações, além de identificar incoerências a partir da análise aos planos de governo e das competências atribuídas ao cargo sendo divulgado a conclusão dessa averiguação”.

Também será feita análise nos planos de governo apresentado pelos candidatos à prefeito de São Luís, que tenha sido devidamente registrado junto ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Maranhão. Todo o material produzido pelo projeto será adaptado para as redes sociais e veículos de comunicações independentes, como rádios comunitárias e sites.

Em tratamento de Covid-19, Madeira vai participar de convenção por videoconferência
Política

Pré-candidato a prefeito de São Luís recebeu alta hospitalar hoje, e permanecerá em isolamento domiciliar até recuperação da doença

Ainda em tratamento de Covid-19, o juiz federal aposentado Carlos Madeira, pré-candidato a prefeito de São Luís, vai participar da convenção do Solidariedade por videoconferência.

Madeira estava hospitalizado no hospital São Domingos, desde a segunda-feira 7, mesma data em que foi confirmada a contaminação pelo novo coronavírus. Segundo a assessoria do pré-candidato, após apresentar significativa melhora, ele recebeu alta nesta terça 15, e continuará o tratamento em casa, em isolamento domiciliar, até plena recuperação da doença.

De acordo com Simplício Araújo, presidente do Solidariedade no Maranhão, a convenção que oficializará a candidatura de Carlos Madeira a prefeito de São Luís será híbrida, e obedecerá rigorosamente “a todas as recomendações das autoridades sanitárias”..

O evento está marcado para acontecer na Associação dos Oficiais Militares do Maranhão, no bairro de Fátima, a partir das 17 horas desta quarta-feira 16, data limite para a realização das convenções partidárias nas eleições municipais de 2020.

Pesquisa do instituto Attitude Consultoria, divulgada no sábado 12, aponta Madeira tecnicamente empatado na terceira colocação com o candidato do consórcio de partidos liderado pelo PDT, Neto Evangelista (DEM), com 4,9%.

=

Foto: Marcelo Rodrigues/Rádio Mirante AM

Ex-presidente Lula declara apoio a Rubens Pereira Júnior em São Luís
Política

Em troca, PCdoB vai apoiar a petista Benedita da Silva no Rio de Janeiro

Após ter o nome indevidamente usado na pré-campanha eleitoral, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou apoio ao candidato do PCdoB à prefeitura de São Luís, Rubens Pereira Júnior.

O anúncio foi feito pelo petista no Twitter, nesta terça-feira 15. Segundo publicou, o apoio foi oficialmente fechado no início da tarde de hoje. Em troca, o PCdoB fechou no Rio de Janeiro com Benedita da Silva, na disputa pela prefeitura na capital fluminense.

“O PT vai estar junto com outros partidos em muitas cidades. Agora mesmo acabamos de confirmar que o @PCdoB_Oficial vai estar com a @dasilvabenedita no Rio de Janeiro e nós vamos apoiar o candidato do @FlavioDino no Maranhão. Vamos com @rubenspereirajr em São Luís.”, escreveu Lula.

O apoio do ex-presidente, cuja declaração aponta que o próprio Dino participou da mesa de negociação, é considerado como salvação para Rubens Júnior. Ele vem patinando nas últimas colocações em todas as pesquisas de intenção de votos divulgadas até então.

O vice na chapa do comunista, vereador Honorato Fernandes, é do PT.

Sem máscara, Braide repete adversários, ignora Covid-19 e causa aglomeração
Política

Evento que confirmou a candidatura do deputado a prefeito de São Luís lotou salão do Rio Poty Hotel

Apesar de constantemente rememorar a destinação de emendas parlamentares para a saúde pública, o deputado federal Eduardo Braide repetiu alguns de seus adversários nas eleições municipais de 2020 e cometeu crime contra a mesma saúde pública que diz defender.

Como já haviam feito Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (Republicanos) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB), deliberadamente, Braide também ignorou a pandemia do novo coronavírus e, sem máscara, aglomerou centenas de pessoas na realização da convenção partidária que confirmou sua candidatura à prefeitura de São Luís, nessa segunda-feira 14.

Fotos divulgadas pela assessoria do candidato mostram que tanto o palco quanto a parte inferior do salão do Rio Poty Hotel, na Ponta d'Areia, estiveram lotados e com grande aglomeração de políticos, militantes e eleitores desinformados sobre o risco de contaminação e morte pela Covid-19.

Balanço da SES (Secretaria de Estado da Saúde), atualizado ontem, registra que 19.689 pessoas já foram diagnosticadas com Covid-19 na capital, e 1.222 morreram em decorrência da doença. A letalidade (taxa de casos totais que evoluíram para óbito) em São Luís é de 6.21%, considerada muito alta devido a grande capacidade de transmissão do patógeno.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as aglomerações são o maior problema para espalhamento do novo coronavírus.

PSB confirma candidatura de Bira a prefeito de São Luís
Política

Puro-sangue, a chapa tem a professora da UFMA, Letícia Cardoso, na vice

Em convenção partidária realizada presencial e virtualmente, nesse sábado 12, o PSB confirmou o deputado federal Bira do Pindaré como candidato à prefeitura de São Luís. Puro-sangue, a chapa tem a professora da UFMA (Universidade Federal do Maranhão), Letícia Cardoso, na vice.

“Vamos caminhar 300 quilômetros na nossa São Luís, como sempre fizemos, seja como militante social, candidato ou parlamentar de três mandatos”, discursou Bira.

“Ninguém, mais do que nós, tem a representatividade e identidade da gente que vive na cidade, que conhece seus problemas porque viveu e vivem eles. Essa é grande diferença da nossa candidatura, é uma candidatura que vem das bases”, completou, em crítica, sem citar nomes, aos adversários que atropelaram o próprio histórico de vida pública para formar grandes coligações com quem, até semanas atrás, eram considerados desafetos ou abjetos.

No encontro, o PSB também oficializou 40 candidaturas para a Câmara Municipal de São Luís. Do total, segundo o partido, 62% de pessoas da cor/raça preta, 30% de mulheres e 5% LGBTQI+.

Madeira aparece empatado na 3ª colocação em pesquisa para prefeitura de São Luís
Política

Levantamento é do Attitude Consultoria, divulgado neste sábado 12

Surpresa na pesquisa do Attitude Consultoria para a prefeitura de São Luís, Carlos Madeira (SD) aparece tecnicamente empatado na terceira colocação com o pré-candidato do DEM, Neto Evangelista, considerando a margem de erro, de 3,1 pontos percentuais.

De acordo com os números, divulgados neste sábado 12, o juiz federal aposentado aparece com 4,9% da preferência do eleitorado ludovicense. O democrata pontou 7,6%.

Levando em conta que Neto conta com grande estrutura partidária, incluindo do PDT, que há 31 anos está enraizado nos cofres do Palácio de La Ravardière, o feito se torna ainda mais notável.

A pesquisa Attitude ouviu 1 mil eleitores, entre os dias 5 e 8 de setembro. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número MA-00777/2020. A margem de confiança é de 95%, e o contratante é o próprio instituto.

Yglésio é oficializado como candidato do PROS à prefeitura de São Luís
Política

Sem citar nominalmente os adversários, candidato destacou que a sua campanha não está ligada a líder político fora do partido

O PROS oficializou a candidatura do médico e deputado estadual Yglésio Moyses à prefeitura de São Luis, em convenção realizada nessa sexta-feira 11. Mauro César, também médico e do PROS, é o vice da chapa.

Em seu discurso, sem citar nominalmente os adversários na disputa, Yglésio destacou que a sua campanha será com as pessoas e não está ligada a líder político fora do partido.

“O nosso compromisso sempre foi com as pessoas e o nosso trabalho sempre será para a população. Não estamos ligados a nenhum outro partido político porque, quando vencermos essa eleição, o único interesse da nossa gestão será cuidar das pessoas”, ressaltou.

Neto confirma PDT na vice; partido está há 31 anos na Prefeitura de São Luís
Política

Domínio do PDT sobre o Palácio de La Ravardière teve início em 1989, com Jackson Lago. Pedetistas encabeçaram ou integraram todas as gestões desde então

O deputado estadual e pré-candidato do DEM a prefeito de São Luís, Neto Evangelista, confirmou o PDT como dono da vice em sua chapa. O anúncio foi feito nesta quinta-feira 10. A indicada pelo senador Weverton Rocha (MA) é a militante pedetista Luzimar Lopes Correa. “Vamos andar em cada canto dessa cidade. O melhor para essa cidade é ter alguém que sabe na pele as necessidades da comunidade” destacou ela, durante o evento.

Apontada como histórica do partido, Nêga do Coroadinho, como é conhecida Luzimar, fala com propriedade sobre a ausência do poder público em São Luís e, pela filiação partidária, pode até ser reconhecida no pleito de 2020 como legítima representante da tentativa de ininterrupção da carência de uma gestão eficiente, eficaz e efetiva na vida do ludovicense.

Levantamento do ATUAL7 em dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aponta que o PDT está há exatos 31 anos na Prefeitura de São Luís, como cabeça ou integrante, inclusive na vice, de todas as gestões no La Ravardière desde a redemocratização do Brasil.

O domínio pedetista teve início com Jackson Lago, já falecido, na gestão de 1989 a 1992, depois continuou com Conceição Andrade (1993 a 1996), Jackson Lago novamente (1997–2000; 2001-2002) e Tadeu Palácio (2002 a 2008). Essa hegemonia foi quase interrompida com a gestão do PSDB de João Castelo, de 2009 a 2012. Entretanto, o tucano, também já falecido, contou com o apoio de Jackson Lago no segundo turno das eleições daquele ano, o que garantiu ao PDT a permanência de dezenas de milhares de comissionados na administração municipal. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (2013–2016; 2017- 2020), embora não apoie publicamente Neto Evangelista por uma questão pessoal, atualmente é do PDT e permite o uso da estrutura da prefeitura em prol da eleição do democrata.

É o enraizamento do PDT na estrutura administrativa da prefeitura, custeada com recursos públicos, que explica o poder de fogo da militância do partido na capital, que agora deve sair oficialmente às ruas para permanecer no poder, com Neto Evangelista.

Ao contrário de todas as outras disputas, porém, o PDT estará oficialmente ladeado, pela primeira vez, do MDB de Sarney e Roseana, a quem dizia combater e, sob esse discurso, vem conseguindo incutir na cabeça e coração do eleitorado, durante as três últimas décadas, o insidioso apelido de Ilha Rebelde para São Luís. A capital merece mais quatro anos de tal rebeldia?

Duarte ataca imprensa por repercutir aceitação de sobrinha de Josimar na vice
Política

Pré-candidato a prefeito tirou de contexto e transmutou em machismo repercussão sobre contraste entre seu discurso e prática sobre o filhotismo na política

O pré-candidato a prefeito de São Luís pelo Republicanos, Duarte Júnior, atacou a imprensa em vídeo divulgado nas redes sociais, na noite dessa quarta-feira 9, após contradição entre seu discurso e prática sobre o filhotismo na política.

Na gravação, Duarte tira de contexto repercussão dada à aceitação de Fabiana Vilar Rodrigues (PL), sobrinha do deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) para a vaga de vice em sua chapa, e acusa veículos de comunicação, sem citar nomes, de machismo.

“Desde ontem, quando anunciei a Fabiana como a minha vice, uma parte pequena da mídia mal intencionada de São Luís tem feito uma campanha sórdida contra ela. De maneira explícita, eles insinuam que a Fabiana só foi escolhida por mim por ser sobrinha de uma deputado. Vejam o tamanho do preconceito”, diz, omitindo o sobrenome da companheira de chapa e o tio dela.

“Eles não vão parar os ataques”, insistiu Duarte Júnior, após dizer em tom eleitoral e apelativo que a sobrinha de Josimar “é mulher, mãe, nasceu na periferia, é advogada, gestora pública e até pouco tempo foi secretária de Estado do governo Flávio Dino”.

O ATUAL7 enviou mensagens e ligou para o pré-candidato, ontem e hoje, para que ele apontasse quais veículos teriam agido com machismo contra Fabiana Vilar Rodrigues, e de que forma a alegada campanha sórdida estaria sendo feita. As mensagens e ligações, porém, não foram retornadas.

Se optar por coerência, Wellington deve evitar apoio a Braide, Duarte, Neto e Rubens
Política

Movimentos do deputado estadual ao longo da vida pública impedem acordo com os quatro pré-candidatos a prefeito de São Luís

Arrancado do pleito municipal de 2020, o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) fez movimentos ao longo da vida pública que o impedem, se desta vez priorizar pela coerência política, de declarar apoio a pelo menos quatro pré-candidatos a prefeito de São Luís.

Caso Wellington não repita o erro confesso de 2016, o principal rejeitado seria o deputado federal Eduardo Braide (Pode), por motivos expostos demasiadamente pelo próprio tucano nos últimos dias, inclusive na tribuna do Palácio Manuel Beckman: traição. Segundo Wellington, Braide teria se unido ao senador Roberto Rocha (MA) para tirá-lo da corrida eleitoral. Como resposta, ele tem trabalhado contra a eleição do apadrinhado pelo presidente do PSDB do Maranhão. Retroceder desse posicionamento, portanto, além de desconforme, seria suicídio político.

Apesar da promessa de quitação de dívidas financeiras atualmente com diversos credores para passar a dever apenas Josimar Maranhãozinho, qualquer cogitação de apoio ao deputado Duarte Júnior (Republicanos) também atropelaria o discurso e histórico de luta de Wellington. Por representação formulada pelo deputado do PSDB, o gabinete do ex-presidente do Procon é alvo de investigação na Polícia Federal, desde 2018. Em março, Wellington cobrou explicações de Duarte sobre documentos que apontam para possível participação de um funcionário de seu gabinete em suposta milícia virtual. Á época, Duarte Júnior deixou o plenário da Alema durante as cobranças, até hoje não esclarecidas. Eventual apoio seria um caso peculiar de Síndrome de Estocolmo. Pesa ainda as diversas suspeitas de corrupção contra Josimar, a quem Wellington teria de também passar a declarar ter “orgulho”.

Eventual priorização pela coerência também impediria Wellington do Curso de fechar com o deputado estadual Neto Evangelista. Embora pré-candidato do DEM, Neto tem como patrono o PDT e o senador Weverton Rocha, a quem, na campanha de 2016, quando terminou em terceiro lugar, Wellington combateu fervorosamente —e permaneceu enfrentando, mesmo após as eleições daquele ano. Para apoiar Neto, Wellington teria de sofrer ou fingir amnésia eleitoral, e passar a defender a continuação da gestão do PDT na capital.

Por fim, mas não menos incoerente, qualquer declaração de apoio a Rubens Júnior seria o mesmo que Wellington do Curso desmentir tudo o que declarou ao longo dos dois mandatos de deputado estadual na Assembleia Legislativa, como principal opositor e fiscalizador do governo do PCdoB e de Flávio Dino no Maranhão.

Vale lembrar que, em 2016, Wellington não agiu com coerência, segundo ele próprio tem confessado em entrevistas recentes. Embora tenha apontado o suposto envolvimento de Eduardo Braide em casos de corrupção com a chamada Máfia de Anajatuba durante o debate eleitoral, no segundo turno, o tucano fechou com o hoje alegado algoz, e passou a declarar que o suposto envolvimento e investigação contra Braide pela Polícia Federal seriam ataques do Palácio dos Leões.

Pressionado, Edivaldo Júnior exonera Moacir Feitosa da Educação de São Luís
Política

Recentemente, o agora ex-titular da Semed esteve em evento de pré-campanha de Neto Evangelista acompanhando o filho, pré-candidato a vereador

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) exonerou Moacir Feitosa do comando da Semed (Secretaria Municipal de Educação). Assume a pasta José Cursino Raposo, que até então respondia pela Seplan (Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento).

O anúncio foi feito pela prefeitura nesta quarta-feira 9, por meio de nota, sem maiores detalhes. A única informação alegada é de que trata-se de “rotina administrativa”.

Pessoas próximas a Edivaldo Júnior relataram ao ATUAL7, no entanto, que a motivação teria relação com a entrada do filho de Moacir Feitosa, Roberth Feitosa, na disputa por uma vaga na Câmara Municipal de Vereadores pelo PTB.

Pressionado por aliados, Edivaldo estaria evitando, com a exoneração, possível uso da máquina, supostamente por meio de duas terceirizadas de serviços de limpeza e portaria de escolas da rede pública municipal de ensino, em prol da pré-candidatura do filho de Moacir.

Também pesou o fato de que, embora do PDT, Edivaldo Júnior tenta reverter a alta reprovação de sua gestão para, em eventual segundo turno, declarar apoio ao pré-candidato do PCdoB à prefeitura, Rubens Pereira Júnior. Contrariando o prefeito de São Luís, o agora ex-titular da Educação municipal esteve recentemente com o herdeiro em evento de pré-campanha do pré-candidato do DEM ao Palácio de La Ravardière, Neto Evangelista.

O ATUAL7 tenta contato com Moacir Feitosa.

Após dizer ser contra filhotismo, Duarte Júnior acolhe sobrinha de Josimar na vice
Política

Fabiana Vilar Rodrigues ganhou a indicação do tio após vencer batalha interna contra o vereador Aldir Júnior, também sobrinho do presidente do PL

Uma semana após gastar mais de R$ 3 mil em publicidade no Facebook para forçar a viralização de vídeo em que diz ser contra a prática do filhotismo na política, o deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Duarte Júnior (Republicanos), abandonou o próprio discurso e acolheu na vaga de vice em sua chapa a sobrinha do deputado federal Josimar Cunha Rodrigues, Fabiana Vilar Rodrigues.

A apresentação foi feita durante coletiva no Rio Poty Hotel, na Ponta d’Areia, área nobre da capital, nessa terça-feira 8, em evento com um mega banner ao fundo destacando apenas Duarte Júnior e em que ambos estiveram sem máscara, ignorando a principal orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Governo do Maranhão para enfrentamento ao novo coronavírus, que já infectou 19.327 pessoas em São Luís e matou 1.217, desde o início da pandemia.

A indicação da parente foi imposição do próprio Josimar Maranhãozinho, como gosta de ser chamado o presidente do PL, em referência ao município onde já foi prefeito e elegeu sucessor. Ele já é dono de um clã familiar na vida pública, que vai da mulher, Detinha, ex-prefeita de Cento do Guilherme e atualmente deputada na Assembleia Legislativa, ao sobrinho e vereador em São Luís, Aldir Júnior.

Todos são do PL, apesar de Josimar controlar outros dois partidos, o Patriota e o Avante, agora ambos também na base de Duarte Júnior em troca da vaga de vice e de controle das secretarias municipais da Saúde, Educação e Obras em eventual gestão da chapa na capital. Também faz parte da coligação o PTC.

Antes do anúncio oficial, até essa segunda-feira 7, Duarte Júnior divulgou nas redes sociais que a vaga seria ocupada por um vice, em vez de uma vice. A troca repentina e o banner com destaque isolado sugerem que Josimar Maranhãozinho, inicialmente, pensou em indicar o sobrinho, mas acabou optando em cima da hora pela sobrinha.

No evento, o pré-candidato a prefeito de São Luís pelo Republicanos nada falou sobre filhotismo, mas apenas repetiu reiteradamente que Fabiana Vilar Rodrigues, segundo ele, é “séria e técnica”.

Apesar de ser o dono da vaga, e de haver divulgado o anúncio em suas redes, Josimar Maranhãozinho, de quem Duarte Júnior afirmou aos presentes ter orgulho, não participou do evento. Detinha, que retirou a pré-candidatura para apoiar Duarte, também não esteve presente.

Madeira testa positivo para Covid-19; Portela esteve em evento com pré-candidato
Política

Confirmação da infecção ocorre quatro dias após prefeiturável realizar ato político com cerca de 100 pessoas para apresentação de vice

O pré-candidato a prefeito de São Luís Carlos Madeira contraiu o novo coronavírus, segundo nota divulgada do Solidariedade, na noite desta segunda-feira 7. Mais cedo, também em nota, o partido já havia informado que Madeira precisou ser internado no Hospital São Domingos, desde a manhã de hoje, após voltar a passar mal, com sintomas da Covid-19.

A confirmação da infecção pela doença ocorre quatro dias após Madeira realizar ato político com cerca de 100 pessoas para apresentação do vice de sua chapa puro-sangue, Capitão Jeremiais.

Realizado na Vila Embratel, periferia da capital, o evento contou com a participação do secretário estadual da Segurança Pública, Jefferson Portela, que aparece em fotos, embora de máscara, se aglomerando com os demais participantes —o que viola a determinação do governador Flávio Dino (PCdoB), sobre o distanciamento social seguro por conta da pandemia.

Por segurança, todos os participantes devem ser colocados imediatamente em isolamento, e serem submetidos ao exame para detecção da Covid-19.

Presidente do Solidariedade e secretário de Industria e Comércio de Dino, Simplício Araújo, também presente do evento, foi questionado pelo ATUAL7 para comentar a respeito dessa obrigação, mas ainda não retornou. Não conseguimos o contato de Jefferson Portela.

Após evento com vice, Madeira é internado com suspeita de Covid-19
Política

Quatro dias antes, pré-candidato a prefeito de São Luís pelo Solidariedade reuniu cerca de 100 pessoas em ato político para apresentação de chapa

Quatro dias depois de realizar evento para apresentação do vice de sua chapa puro-sangue, Capitão Jeremias, o pré-candidato a prefeito de São Luís, Carlos Madeira (SD), precisou ser internado após apresentar sintomas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo nota do Solidariedade, Madeira está em observação médica no Hospital São Domingos, na capital, desde a manhã desta segunda-feira 7, com febre e dores no corpo. No sábado 5, segundo informou ao ATUAL7 o presidente do partido, Simplício Araújo, ele já havia procurado o hospital, após sentir-se mal, mas foi liberado para voltar para casa.

O pré-candidato do SD foi submetido a teste para detecção da Covid-19, e aguarda resultado, que deve sair ainda hoje.

Na última quinta-feira 3, em alguns momentos sem máscaras de proteção para fotos e discursos, e outros com, mas furando o distanciamento seguro, Madeira e Jeremias reuniram cerca de 100 pessoas na Vila Embratel, periferia de São Luís, para apresentação da chapa.