Edivaldo tira Lula Fylho da Semus, em meio a investigação da PF
Política

Edivaldo tira Lula Fylho da Semus, em meio a investigação da PF

Prefeitura não informou motivo da queda nem nome do substituto. Suspeito de associação criminosa, amigo de infância do prefeito de São Luís teve o sigilo bancário e fiscal quebrado pela Justiça Federal

De forma repentina e sem detalhar o motivo, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) exonerou do cargo o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, seu amigo de infância. O substituto ainda não foi informado, nem se ele vai para ocupar outro cargo na gestão pedetista.

“A Prefeitura Municipal de São Luís informa alteração no comando da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). O nome do novo titular do órgão, que assume em substituição ao secretário Lula Fylho, será comunicado posteriormente”, diz nota emitida pela prefeitura na manhã deste sábado 25.

No início de junho, Lula Fylho foi alvo da Operação Cobiça Fatal, deflagrada pela Polícia Federal em parceria com a CGU (Controladoria-Geral da União), por suspeita de integrar suposta associação criminosa que teria fraudado e superfaturado um compra de R$ 2,3 milhões em máscaras de proteção individual, com dispensa de licitação, para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus na capital.

A própria Semus foi alvo de busca e apreensão pelos federais.

No bojo da operação, o agora ex-titular da Semus teve o sigilo bancário e fiscal quebrado por determinação do juiz federal Luiz Régis Bomfim Filho, da 1ª Vara de São Luís. A PF queria também fazer busca e apreensão na residência de Lula Fylho, mas o pedido foi rejeitado pelo magistrado.

Apesar da exoneração, Edivaldo Holanda Júnior jamais se manifestou publicamente a respeito do assunto.



Comentários 5

  1. Helena

    Acho que essa exoneração tem a ver com a eleições na qual o atual prefeito quer eleger um sucessor e seria desconfortável ter o nome do titular da Semus envolvido numa investigação da PF, lembro-me de que na época, Edivaldo enfrentou até o pai para manter Lula na Semus.

  2. MARCELO CASTELO DE CARVALHO

    Prezado Lula Fylho,
    Eu nasci e cresci no Rio de Janeiro, mas sempre estive por aqui.
    Desde os 4 anos de idade, quando fui enviado para conhecer a cidade de minha mãe, meu berço, minha origem.
    Desde então, as férias variavam por entre Caxias e São Luís.
    Sou um sujeito de muita sorte.

    Até que a vida resolveu me trazer de vez pra essa maravilhosa ilha.
    Upaon-Açu.
    Enorme.

    E nessa jornada, conheci pessoas admiráveis.
    Pessoas grandiosas por sua determinação, garra e generosidade.

    Por aqui, eu tive a oportunidade de acompanhar parte de sua trajetória.
    Lá no Sebrae, eu conheci o Lula empresário, empreendedor, determinado e bem sucedido.
    Um líder empresarial dedicado, estudioso e respeitado.
    Eu conheci o Lula que jamais desrespeitou o próximo, a ética e qualquer princípio humanitário.

    Depois, conheci o Lula em outra trajetória.
    A contribuição na política.
    Eu vi paixão, entrega e trabalho.

    Pena que este país ainda derrapa e luta para libertar-se das garras da verdadeira "cobiça".
    Aquela que vem de fora.
    Há mais de 500 anos.
    A ganância ainda faz seguidores. Irmãos sem rumo e sem esperança.

    Eu só quero dizer-te Lula Fylho,  que você é muito maior do que tudo isso.
    Nós, que te conhecemos bem, sabemos de sua alma.
    Nós sabemos das armadilhas montadas pelos invejosos e perniciosos.

    Nós, que te conhecemos bem, sabemos que essa tempestade passará e teremos de você de volta.
    Um guerreiro predestinado, íntegro e solidário.
    Um guerreiro Enorme.

    Tu és filho de Upaon-Açu.

  3. Pingback: Atual7

  4. Pingback: Atual7

  5. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem