Rumbora Marocar
Profissionais de direito e comunicação se unem para checar informações de campanhas em São Luís
Política

Idealizado pelo coletivo Re(o)cupa, projeto Rumbora Marocar pretende averiguar notícias, declarações e materiais divulgados pelos candidatos a prefeito da capital

Um grupo de 12 profissionais de direito e comunicação se prepara para lançar o projeto Rumbora Marocar, iniciativa que visa averiguar notícias, declarações e materiais divulgados pelos candidatos a prefeito em São Luís nas eleições municipais de 2020. O lançamento será no próximo dia 20, por meio de site próprio (rumboramarocar.com.br), ainda em desenvolvimento.

O projeto é idealizado pelo Re(o)cupa, coletivo que atua há cerca de quatro anos na capital, por meio de um espaço plural e aberto para as mais diversas manifestações artísticas, no Centro Histórico, epicentro cultural da ilha de Upaon-Açu.

A equipe, segundo autodescrição, é formada por “maroqueiros, curiosos e fuxiqueiros construindo uma rede de buscas, encontros, movimentos e experiências, fortalecendo a sociedade civil de forma organizada, diversa e horizontal”.

Segundo Deuza Brabo, coordenadora e uma das idealizadoras do projeto, todos os integrantes são apartidários. “O projeto surgiu da inquietude de fomentar o debate político”, diz.

As checagens e divulgação de informações relevantes ao pleito deste ano serão feitas por meio de duas frentes de atuação.

Pelo eixo 1, intitulado Rumbora, o objetivo será o de “disseminar conteúdo de forma acessível e com linguagem popular sobre os cargos em disputa nas eleições municipais, fornecendo conteúdo relativo aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, elucidando sobre as competências atinentes aos respectivos cargos. Além disso será produzido matérias jornalística a respeito da conjuntura política de São Luís, contexto histórico e atualidades. Disponibilização de materiais gráficos como cartilhas e materiais em audiovisuais dos bastidores, objetivando ensinar o passo-a-passo sobre o modo como é feito a checagem de notícias”.

Já o eixo 2, o Maroca, vai “averiguar notícias, declarações e materiais publicizados pelos candidatos a prefeito durante o período da Campanha Eleitoral, como uma forma de qualificar o debate público por meio da apuração jornalística. Checar o grau autenticidade das informações, além de identificar incoerências a partir da análise aos planos de governo e das competências atribuídas ao cargo sendo divulgado a conclusão dessa averiguação”.

Também será feita análise nos planos de governo apresentado pelos candidatos à prefeito de São Luís, que tenha sido devidamente registrado junto ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Maranhão. Todo o material produzido pelo projeto será adaptado para as redes sociais e veículos de comunicações independentes, como rádios comunitárias e sites.