Operação Cabanos aponta envolvimento de sete empresas em fraudes em Cândido Mendes
Cotidiano

Operação Cabanos aponta envolvimento de sete empresas em fraudes em Cândido Mendes

Gaeco diz que prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 3,35 milhões

Deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas), em parceria com a Polícia Civil do Maranhão, nesta quarta-feira 19, a Operação Cabanos aponta o envolvimento de pelo menos sete empresas em fraudes em licitações no município de Cândido Mendes, sob gestão do prefeito José Ribamar Leite Araújo, o Mazinho Leite. Ele foi alvo de busca e apreensão e preso em flagrante, por posse ilegal de arma. Na residência do gestor também foram encontrados, aproximadamente, R$ 500 mil em espécie.

Segundo a assessoria do Ministério Público, as empresas envolvidas são: J M Sales e Cia Ltda – ME (J M Sales), Cristal Serviços e Construtora Ltda – ME (Construtora Cristal), Almeida e Lima Ltda – ME (ICB Services), Construtora Akrus Ltda – EPP (Construtora Akrus), J. A. Cruillas Neto (B C N Empreendimentos e Locações), Maria Leda de Jesus Souza – ME (Caiteuara Empreendimentos) e E. M. C de Andrade Locadora de Equipamentos Médicos e Laboratoriais (O Guarani), consideradas como empresas fantasma ou de fachada.

De acordo com as investigações, as fraudes envolvem contratos de fornecimento de materiais de limpeza e expediente, compra de materiais médico-laboratoriais, manutenção de iluminação pública, reforma de hospitais e escolas, além da coleta de lixo. Também há indícios de nepotismo.

O prejuízo estimado aos cofres públicos, aponta o Gaeco, chega a R$ 3,35 milhões.

A investigação aponta ainda a advogada Edna Maria Cunha de Andrade, assessora jurídica da Prefeitura de Cândido Mendes e proprietária da empresa O Guarani, como possível cabeça do esquema, devido grande influência na gestão municipal. Em fevereiro do ano passado, ela foi presa pelo Gaeco, sob a suspeita de ser a mandante do assassinato de Rolmerson Robson, ex-secretário municipal de Saúde de Cândido Mendes. Ela era casada com ele, à época do assassinato.



Comente esta reportagem