Delegado diz para PGE solicitar a Carlos Lula o listão dos 400 fantasmas
Política

Delegado diz para PGE solicitar a Carlos Lula o listão dos 400 fantasmas

Wedson Cajé alertou para o fato de que relação foi criada pela própria SES e enviada ao e-mail do secretário desde setembro de 2015

O delegado de Polícia Federal Wedson Cajé Lopes, responsável pela Operação Pegadores, orientou a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) a solicitar diretamente ao titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Carlos Eduardo Lula, a célebre lista dos mais de 400 fantasmas das unidades hospitalares do Maranhão.

O petardo foi disparado no ofício em que Cajé encaminha à PGE informações referentes a operação que desbaratou a quadrilha que havia tomado de assalto os cofres públicos da SES. Apenas entre fevereiro e setembro de 2015, mais de R$ 18 milhões foram afanados.

“No tocante ao segundo ponto do pedido realizado, ou seja, a relação dos 427 (quatrocentos e vinte e sete) funcionários, que estariam recebendo pagamentos com recursos da Secretaria de Estado da Saúde sem vínculo com o ICN, instituto responsável pela prestação dos serviços, é preciso desde já trazer à lume que a relação dos beneficiários da ‘Folha Complementar’ já se encontra à disposição da Secretaria de Estado da Saúde desde o dia 22 de setembro de 2015, quando a relação original foi enviada para o e-mail [email protected]”, orientou.

O delegado ainda relembrou que os nomes beneficiados com a suplementação do salário — servidores lotados diretamente na SES ou até mesmo na Assembleia Legislativa do Maranhão, mas que embolsavam pagamentos como funcionários das unidades hospitalares controladas por terceirizadas, por isso fantasmas — foram enviadas pela própria pasta para o ICN (Instituto Cidadania e Natureza), à época utilizado pela quadrilha para escoar o dinheiro público.

“Desta forma, para ter acesso a tal relação, inclusive, em sua versão original, é despiciendo autorização judicial ou requerimento à Polícia Federal. Basta que os órgãos estatais solicitem ao Sr. Carlos Eduardo de Oliveira Lula cópia da lista encaminhada por BENEDITO SILVA CARVALHO em 22 de setembro de 2015, ou mesmo, buscar tal versão em sua origem, já que tais pedidos partiram da Secretaria de Estado da Saúde para o ICN antes que tais pagamentos fossem realizados”, alertou.

Desde a deflagração da Pegadores, o ATUAL7 já havia publicado sobre o pleno conhecimento de Carlos Lula a respeito da lista. Ele pode, inclusive, responder por prevaricação e omissão, em razão de haver protegido o esquema, em vez de levar o caso aos órgãos competentes, incluindo não somente os federais, mas a própria Secretaria de Estado da Transparência e Controle (STC) e a Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ).

Ainda no início deste mês, o secretário foi procurado pela reportagem para se posicionar a respeito do assunto, por meio de seu e-mail pessoal e da Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap), mas até o momento desta publicação não retornou o contato.

Recentemente, não bastando o silêncio tumular, Lula foi ainda mais além. Diante de uma iminente prisão, ele tentou brecar, no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, todas as decisões contra a quadrilha e investigações contra ele próprio.

Contudo, convencido de que o farto material comprobatório colhido pela força-tarefa da Sermão aos Peixes é grave e as investigações merecem ter continuidade, o desembargador federal Ney Bello Filho, relator do processo por prevento, decidiu acolher apenas o pedido de levar o caso para foro competente, em razão do secretário ter foro por prerrogativa de função.



Comentários 6

  1. MUITA HUMILHAÇÃO!

    Primeiro quem repreendeu a altura os beócios do Governo de Flávio Dino foi a nova superintendente da PF no Maranhão, Dra. Cassandra Ferreira, que questionada pelo Governo do Estado concedeu entrevista esclarecendo aos néscios do Governo o que qualquer calouro do curso de direito "sabe de có": que a PF investiga crimes quando é demandada, no caso em voga pelo MPF/MA.

    Depois foi a vez de Sua Excelência a juíza criminal federal Dra. Paula Souza Moraes, lhes informar em resposta a petição enviada pela PGE que não cabe a ela lhes orientar de qual forma o governo deverá fazer a sua governança, bem como a administração de recursos públicos no Maranhão. Anteriormente o desembargador federal, Ney Bello, do TRF1, já havia dado vários despachos no âmbito de recursos ao TRF1 em posição contrária à lógica esdrúxula esposada pelos comunas de que é tudo é uma armação política, tudo é uma invenção pra tentar desestabilizar o governo da mudança!

    Agora o delegado Wedson Cajé, que subscreve o inquérito criminal da PF que investiga a Orcrim e vários agentes do governo de Dino que desviaram mais de R$ 18 milhões do Estado, elegantemente pede pra PGE procurar com calma e se reportar ao secretário Carlos Lula que é ele o sabedor, desde o nascedouro, da tal "Lista Complementar" de funcionários fantasmas da SES.

  2. Santos

    Só falta agora o procurador da República do MPF/MA e o procurador junto ao TRF1 dar uma aula a Flávio Dino e a esse amadores da Procuradoria-Geral do Estado do Maranhão. Que vergonha!!!

    Esse governo pegou em fio pelado, não vai se salvar! Não tem como. Os desdobramentos da Operação Pegadores são catastróficos.

    Se fosse um governo sério já teria demitido todo mundo: começando por Carlos Lula, Marcos Pacheco, Márcio Jerry, Rodrigo Lago, Ana Karla Linhares, demais implicados e omissos nesse escândalo. E se afastado também de Weverton Rocha. Todos responsáveis por essa infindável exposição negativa do Governo.

  3. Pingback: Atual7

  4. Pingback: Atual7

  5. Pingback: Atual7

  6. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem