Roseana é favorita e vence em todos cenários em 2018, diz Escutec
Política

Roseana é favorita e vence em todos cenários em 2018, diz Escutec

Pesquisa mostra que, apesar do ataque midiático e da série de processos, peemedebista é a preferida da população maranhense

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) continua tendo, apesar de todo o ataque midiático e da série de processos em que é alvo do Ministério Público por suposta corrupção, a preferência dos maranhenses.

Pesquisa Rádio Difusora AM/Escutec, divulgada neste sábado 16, aponta que, se as eleições para o governo estadual fossem hoje, Roseana vence em todos os cenários levantados. A pesquisa ouviu 2020 eleitores entre os dias 5 e 9 de setembro de 2017 em 60 municípios maranhenses.

De acordo com os dados divulgados, no primeiro cenário, Roseana Sarney tem 36,9%, contra 33% de Flávio Dino (PCdoB). Roberto Rocha (PSB) tem 9,1% e Maura Jorge (Pode) 5%. Nenhum deles chegou a 4,4% e não sabem ou não responderam marcou 11,7%.

No segundo cenário, em que é retirado o nome da peemedebista, Dino venceria é quem venceria, com 36%, contra 20,1% de Rocha. Maura Jorge aparece com 8,1%. Nenhum deles 18% e não sabem ou não responderam 17%.

Segundo turno

Numa simulação de segundo turno entre Roseana Sarney e Flávio Dino, a ex-governadora do Maranhão venceria com 39,4% contra 36% do comunista. Nenhum deles representa 11% e não sabem ou não responderam somam 13,6%.

Espontânea

Roseana também leva a melhor sobre Dino e os demais possíveis adversários no voto espontâneo, quando os entrevistados não recebem as cartelas com os nomes dos candidatos.

Nesse cenário, ela vence todos, com 14,9% das intenções de votos. Flávio Dino aparece com 13,3%.

Outros lembrados pela população são: Roberto Rocha, com 3,2%; o senador João Alberto (PMDB) com 2,3%; o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 1,9%; Maura Jorge com 0,8%; e o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Silva (PSDB), com 0,4%.

Ninguém marcou 3,4%. Não sabem ou não responderam 59,8%.



Comentários 8

  1. Pingback: Atual7

  2. Pingback: Atual7

  3. Pingback: Atual7

  4. Pingback: Atual7

  5. Pingback: Atual7

  6. Pingback: Atual7

  7. Pingback: Atual7

  8. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem