César Pires diz que governo Dino cometeu fraude e desvio na compra de respiradores
Política

César Pires diz que governo Dino cometeu fraude e desvio na compra de respiradores

Aparelhos para tratamento de pacientes com Covid-19 foram pagos antecipadamente, mas nunca foram entregues

O deputado estadual César Pires (PV) afirmou, nesta terça-feira 23, que o governo de Flávio Dino (PCdoB) cometeu fraude e desvio de conduta na compra de respiradores para pacientes vítimas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Ele defendeu que o caso seja apurado pela Polícia Federal e órgãos de fiscalização estaduais.

“No dia 6 de abril, foram pagos adiantados R$ 4,9 milhões à HempCare Pharma, para compra de 30 respiradores na China, que nunca chegaram. Essa organização inidônea recebeu o dinheiro, não entregou os equipamentos e o governo não deu uma resposta ao povo do Maranhão. Pagou, não recebeu e ainda oculta as informações. Se fosse em outro estado, o governador e o secretário de Saúde já tinham sido presos”, disparou.

Pires acrescentou que, dia 4 de maio, mais R$ 4,3 milhões foram pagos antecipadamente na compra de respiradores, desta vez da Alemanha, que também nunca chegaram. Apenas em relação a esse caso, alega o Palácio dos Leões, parte dos recursos foram devolvidos.

Segundo o parlamentar, porém, o valor pago pelos aparelhos foi em dólar, que à época estaria cotado em R$ 5,80. Por esta razão, diz, devolução dos recursos foi em valor abaixo do recebido, gerando prejuízo aos cofres estaduais. “De um recebeu calote, e no outro recuperou valor bem abaixo do que foi pago”, lamentou.

César Pires também cobrou transparência do governo Flávio Dino sobre as doações feitas ao Estado do Maranhão pela iniciativa privada, para o enfrentamento da pandemia no Maranhão.

“Não sabemos quanto o poder público recebeu de doações para a compra de respiradores, quais foram as instituições doadoras e nem onde esses equipamentos foram instalados. Essa falta de transparência esconde outros desvios? Tudo isso precisa ser investigado”, afirmou.



Comentários 2

  1. Pingback: Atual7

  2. Pingback: TCE-MA investigará Flavio Dino por compra de respiradores por R$ 9,3 milhões pagos adiantados e não recebidos

Comente esta reportagem