PCdoB repete traição à Roseana em 2002 e lança Manuela D’Ávila à Presidência
Política

PCdoB repete traição à Roseana em 2002 e lança Manuela D’Ávila à Presidência

Comunistas eram aliados e detinham cargos no governo sarneysta quando romperam para ficar com Lula, agora possível adversário em 2018

Quinze anos após trair a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, o Partido Comunista do Brasil, o PCdoB, repetiu o movimento e golpeou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, lançando a deputada estadual gaúcha Manuela D’Avila como pré-candidata do partido à Presidência da República.

É a primeira vez, desde a redemocratização, que o PCdoB lança um nome na disputa pelo Palácio do Planalto, mas a segunda em que ele abandona um aliado histórico no meio do caminho.

Em 2002, Roseana resplandecia absoluta rumo ao Palácio do Planalto, numa eficiente campanha de mídia como exemplo de mulher corajosa, determinada e, sobretudo, competente.

Apesar do favoritismo da filha de Sarney e de serem então donos de três importantes cargos no Palácio dos Leões, os comunistas decidiram romper a aliança que mantinham com Roseana, alegando justamente que o partido havia firmado coligação com o PT de Lula.

À época, Roseana acabou não concorrendo, em razão de haver sido abatida pela Polícia Federal no famigerado Caso Lunus, que resultou na apreensão de R$ 1,3 milhão na sede da construtora que tinha em sociedade com o marido, Jorge Murad.

Nas eleições de 2018, apesar de ser apontado também como favorito para a Presidência da República, Lula é quem pode acabar não concorrendo. Assim como Roseana Sarney, a eventual desistência se daria em razão de descobertas feitas pela Polícia Federal, no âmbito da Lava Jato, o que pode ter motivado o assanhamento e consequente nova traição do PCdoB a um aliado.

Desde o rompimento com Roseana, os comunistas passaram a chamar a família Sarney de oligarquia, de atraso e até de câncer, rasgando a própria história ao responsabilizar o clã, como atualmente faz o governador Flávio Dino, como único e exclusivo responsável pelos péssimos índices sociais do Maranhão.

Agora possíveis adversários de Lula na disputa pela Presidência, e com o petista já condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, na melhor expressão da fábula o escorpião e o sapo, do que passarão os comunistas a chamar o principal líder da esquerda?



Comentários 3

  1. Pingback: Atual7

  2. Pingback: Atual7

  3. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem