Tavares aceita afastamento de Dino e disputará Senado por outro grupo
Política

Tavares aceita afastamento de Dino e disputará Senado por outro grupo

Criador do governador vem sendo renegado pelo comunista. Ele mantém agenda de filiação ao DEM, que deve deixar arco de aliança dinista

O deputado federal José Reinaldo Tavares (sem partido) anunciou, em entrevista ao jornal O Imparcial e ao Blog do Gláucio Ericeira, que aceitou o afastamento imposto pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e deixará o grupo do comunista. “Pelo andar da carruagem não serei candidato pela chapa do Flávio, por falta de interesse dele. Não tem demonstrado interesse já há algum tempo”, declarou.

Apesar de admitir a falta de apoio do afilhado, Tavares mantém a pré-candidatura ao Senado e, a princípio, a agenda de filiação ao Democratas, marcada para ocorrer no dia 10 de março. “Serei candidato, mas vou buscar outro caminho já que não há interesse em estarmos juntos. Saindo sem volta”, alertou.

Criador de Dino na política, Tavares vem tendo seu cacife e histórico eleitoral renegados pelo governador, mesmo tendo o apoio da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) e de dezenas de prefeitos e lideranças políticas, desde que lançou seu nome para a Câmara Alta.

O comunista, inclusive, já escolheu seu primeiro pré-candidato na chapa senatorial – o deputado e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha – e tem dado sinais de que o segundo nome será a deputada Eliziane Gama (PPS).

Segundo apurou o ATUAL7, Zé Reinaldo tem encontro marcado com o presidente da Câmara dos Deputados e pré-candidato do DEM à Presidência da República, Rodrigo Maia, para esta segunda-feira 26.

Na reunião, dentre os assuntos a serem discutidos está a confirmação de filiação ao Democratas, desde que tenha a garantia de apoio à sua pré-candidatura ao Senado; o possível controle da legenda, já que o atual comando estadual é de Comissão Provisória; e o novo rumo que o partido tomará no Maranhão, fora do arco de aliança pela reeleição de Dino, em razão de uma resolução do DEM, a ser homologada na próxima quarta-feira 28, vetar a coligação da sigla com partidos da esquerda.



Comentários 10

  1. Pingback: Atual7

  2. Pingback: Atual7

  3. Pingback: Atual7

  4. SEBASTIÃO SANTOS da área ITAQUI-BACANGA

    O problema do Zé Reinaldo foi ter feito a comparação da confiança que tinha do Sarney a Flavio Dino. Foi só isso, a comparação da confiança. Ele não comparou Sarney a Flavio Dino em outros fatores, e sim, achou que como Sarney viabilizou portas e mais portas pra ele com uma lealdade sem fim, ele também achou que Flavio Dino poderia ser grato pelos mandatos de deputado federal e governador, com isso, a confiança do Dino seria igual a confiança do Sarney nele no Zé Reinaldo. Só que neste fator confiança, o Zé Reinaldo esqueceu que o Sarney nunca foi e jamais será comunista e principalmente ditador, ESSE FOI O PROBLEMA. Bravos e bravas, alguém era pra ter informado ao Zé Reinaldo que Sarney nunca foi comunista e principalmente ditador!!! E além disso de que Flavio Dino não reconheceu nem o que Sarney fez por ele e por sua própria família!!! Agora restam alguns caminhos para o Zé Reinaldo se por acaso ainda pensa em sobreviver politicamente, vou citar 5, é o seguinte: 1º É tomar coragem e fazer uma visita ao ex-presidente JOSÉ SARNEY para dizer que errou, se arrepende de ter feito Flavio Dino deputado federal e governador e que por isso quer ouvir os conselhos para saber sua decisão a tomar; 2º é continuar com seu posicionamento de se filiar ao DEM, mas antes terá de receber a garantia do partido no sentido desta agremiação lançar um dos nomes fortes do quadro de filiados para ser candidato a governador para que a sua candidatura de senador seja de fato consolidada; 3º Ou então, caso não se filie ao DEM, terá de engolir o senador Roberto Rocha para juntarem forças ao projeto majoritário tucano consolidando também sua candidatura de senador; 4º Se eleito senador fica com uma moral lá em cima, o papada gorda comunista vai se humilhar ao Zé que terá de dar a resposta não o apoiando no segundo turno e ajudando a tirar dele a cadeira de governador que antes lhe deu, apoiando seu concorrente no segundo turno pode ser ele quem for; e 5º E se por acaso não venha se eleger a senador, mas um fato é real, deixará um dos candidatos ao senado de Flavio Dino pra trás em número de votos, e neste caso como vai ser bem votado apoiará também inclusive convencendo todo seu partido fazer o mesmo do item 4 deste comentário. O que não pode acontecer a partir do rompimento já declarado com mais o deboche descarado do ingrato comunista na filiação de Brandão, é voltar novamente para os braços de Flavio Dino para não ficar mais uma vez desmoralizado sendo chamado pelo resto da vida de um zé ninguém sem valor no Maranhão. Chegou tua hora Zé Reinaldo não só de dar o troco à aquele que vc criou como monstro para te derrubar te comendo vivo. Além do troco, tens também a oportunidade única de quem sabe de uma SÁBIA RECONCILIAÇÃO AO GRUPO DE QUEM SEMPRE FOI TEU PADRINHO E LEAL POLÍTICO TE ABRINDO PORTAS E PORTAS

  5. Pingback: Atual7

  6. Pingback: Demora de Dino em apoiar Eliziane ao Senado aponta para plano B, de Bira | Marcelo Vieira

  7. Pingback: Atual7

  8. Pingback: Atual7

  9. Pingback: Atual7

  10. Pingback: Atual7

Comente esta reportagem