Anderson Lindoso
Governo Dino mente, queima fogos com barulho e ainda divulga nas redes
Cotidiano

Gestão comunista já havia excluído do Instagram uma publicação com comentários negativos ao anúncio de que haveria queima de fogos no Réveillon

O governo de Flávio Dino (PCdoB) iniciou 2021 com um espetáculo de desrespeito a idosos, pessoas com deficiências, enfermos, crianças e animais.

Após a Secap (Secretaria de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos) excluir do Instagram uma publicação com comentários negativos ao anúncio de queima de fogos durante o Réveillon, e do secretário estadual de Cultura, Anderson Lindoso (foto, com Dino), garantir à imprensa que não questiona que os fogos seriam de “menos barulho”, a gestão comunista não apenas estourou dezenas de fogos de artifício com barulho, e alto, como ainda divulgou nas redes sociais.

No Twitter, a usuária Poliana Gatinho, mãe de um menor com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo), lamentou o descaso. Ela compartilhou um vídeo em que a criança, devido à hipersensibilidade auditiva, aparece em crise.

"A Lei Anti-fogos precisa acabar com esse sofrimento do meu João e de milhares de autistas Maranhenses. SOCORRO PODER PÚBLICO, SOCORRO SOCIEDADE", publicou, marcando no tuite o governador Flávio Dino, o secretário Anderson Lindoso, diversas outras autoridades e profissionais de imprensa –inclusive este signatário, pai de uma criança autista também afetada com a falta de valores dos integrantes do Governo do Maranhão envolvidos com as festas de Réveillon.

Secma repassou aos profissionais da cultura apenas 34% dos R$ 61 milhões da Lei Aldir Blanc
Cotidiano

Montante deve ser devolvido aos cofres da União caso não seja investido no segmento até 31 de dezembro

A uma semana do prazo final para a destinação dos recursos recebidos pela Lei Aldir Blanc, a Secma (Secretaria de Estado da Cultura) repassou aos profissionais da área apenas 34% dos mais de R$ 61 milhões destinados pelo Governo Federal em auxílio financeiro aos profissionais do setor cultural afetados pelas medidas de distanciamento social adotadas como prevenção à pandemia do novo coronavírus.

A informação é da própria pasta, em prestação de contas ao Ministério Público do Maranhão, na última terça-feira 22, durante reunião na sede das Promotorias de Justiça da capital, em São Luís.

A Secma é comanda pelo advogado Anderson Lindoso. Na reunião, contudo, foi representada pela secretária-adjunta de Cultura, Caroline Veloso.

De acordo com o Ministério Público, ela teria alegado que o baixo percentual de repasse à classe artística, pouco mais de R$ 23 milhões, seria resultado de pendências nas documentações, problemas com cadastramento dos possíveis beneficiados ou falta de adequação aos editais.

Aprovada pelo Congresso Nacional, a destinação dos recursos deve ter investimento obrigatório até o dia 31 de dezembro. Passado este prazo, o dinheiro deve ser devolvido aos cofres da União.

Flávio Dino anuncia troca de secretários de Cultura e de Governo
Política

Comunista também anunciou o nome do novo presidente do Iprev e Antônio Nunes na presidência da Maranhão Parcerias

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou, nesta segunda-feira 1º, pelo Twitter, ao menos quatro mudanças no primeiro e segundo escalão de sua gestão, que ontem completou 6 meses meses de segundo mandato.

De acordo com a publicação do comunista, Diego Galdino, atual secretário de Cultura, passará agora a exercer o cargo de secretário de Governo. E Antônio Nunes, hoje na secretário de Governo, deixará o cargo para passar a ser presidente da empresa Maranhão Parcerias.

Ainda de acordo com o governador, a Secretaria de Cultura passará a ser comandada por Anderson Lindoso, atual secretário adjunto de Educação.

Também anunciou que o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev) será presidido por Mayco Pinheiro. Ele vai ocupar a vaga deixada aberta desde a queda de Joel Fernando Benin do cargo, no dia 22 de junho último.

“As mudanças vão na direção do nosso esforço permanente de dinamizar a gestão, valorizar talentos, fortalecer novos projetos e suprir necessidades que surgem. Todos são servidores que já integram nossa equipe e têm ótimo desempenho”, destacou o comunista.