Ibope
Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad 41%, aponta Ibope
Política

Primeira pesquisa do instituto no segundo turno mostra ainda que o presidenciável do PSL é o menos rejeitado

Na primeira pesquisa realizada pelo Ibope no segundo turno da eleição para presidente da República, divulgada nesta segunda-feira 15, Jair Bolsonaro (PSL) lidera a disputa com 59% dos votos válidos e Fernando Haddad (PT) tem 41%.

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Levando em conta o eleitorado total, Bolsonaro lidera por 52% a 37%. Há ainda 9% dispostos a anular ou votar em branco, e 2% que não souberam responder.

Ainda segundo o levantamento, 47% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum em Haddad no segundo turno da eleição presidencial. Por outro lado, 35% do eleitorado afasta a possibilidade de votar em Bolsonaro.

Contratado pela TV Globo e pelo jornal O Estado de São Paulo, o Ibope ouviu 2.506 eleitores nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%. Isso significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro. O registro na Justiça Eleitoral foi feito sob o protocolo Nº BR-01112/2018.

Flávio Dino deve ser reeleito no primeiro turno, diz Ibope
Política

Levantamento foi divulgado nesta quinta-feira 4, pela TV Mirante

Pesquisa Ibope contratada pela TV Mirante, divulgada nesta quinta-feira 4, aponta para a vitória do governador Flávio Dino (PCdoB), que disputa a reeleição, no primeiro turno. Um candidato é eleito na primeira etapa do pleito se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

Segundo o levantamento, a três dias da eleição, o comunista tem 56% das intenções de voto – são 59% se considerados apenas os votos válidos. Em segundo lugar aparece a Roseana Sarney (MDB), que tenta retornar ao comando do Palácio dos Leões pela quinta vez, com 30% – 32% dos válidos.

Os demais candidatos ficaram assim, na ordem de intenção de votos: Maura Jorge (PSL) tem 4% – 5% dos votos válidos; Roberto Rocha (PSDB) tem 2%, inclusive em válidos; Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) tem 1%, cada, também em votos válidos.

Brancos e nulos somam 4%, e não sabem ou não quiseram responder 2%.

O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos.

A pesquisa Ibope/TV Mirante foi registrada sob o protocolo número MA-07570/2018, entre os dias 28 de setembro a 4 de outubro, com margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidos 1.008 eleitores. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

Ibope: Bolsonaro cresce 4% e vai a 31%; Haddad fica estagnado com 21%
Política

Com o crescimento do capitão reformado do Exército, a diferença entre ele e o petista passa de 6 pontos para 10

Faltando menos de uma semana para o pleito eleitoral deste ano, o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) subiu quatro pontos porcentuais e chegou a 31% de intenção de votos, segundo pesquisa Ibope/O Estado de S.Paulo/TV Globo, divulgada nesta segunda-feira 1º. É o patamar mais alto do capitão reformado do Exército desde o início da série de pesquisas do instituto em parceria com os dois veículos de comunicação.

Em segundo lugar, aparece Fernando Haddad (PT), que manteve os 21% registrados no levantamento anterior, divulgado no dia 26.

A seguir aparecem Ciro Gomes (PDT), que oscilou de 12% para 11%; e Geraldo Alckmin(PSDB), que manteve seus 8%. Marina Silva (Rede) passou de 6% para 4%, sua taxa mais baixa desde o início da campanha.

O candidato João Amoêdo (Novo) mantém os 3% aferidos na rodada passada. Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Vera (PSTU), Eymael (DC) e Cabo Daciolo (Patriotas) têm até 2% das intenções de voto, cada. Apenas João Goulart Filho (PPL), que estava presente no disco que é apresentado aos entrevistados com os nomes dos postulantes ao cargo, não foi citado.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores, em 208 municípios, entre os dias 29 e 30 de setembro, respectivamente os dias em que aconteceram campanhas contrária e, logo depois, a favor de Bolsonaro nas ruas de todo o país e até fora dele. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais, e o nível de confiança, de 95%. Isso quer dizer que há probabilidade de 95% de os atuais resultados retratarem o atual quadro eleitoral, considerando a margem de erro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR–08650/2018.

Ibope: empate técnico entre Lobão, Sarney Filho, Eliziane e Weverton para Senado
Política

Pedetista teve surpreendes 9 pontos de crescimento em relação pesquisa anterior. Flávio Dino seria reeleito no primeiro turno

A segunda pesquisa Ibope desde o início da campanha eleitoral mostra que a disputa pelas duas vagas no Senado no Maranhão ainda está em aberto.

Segundo os números, Edison Lobão (MDB) permanece numericamente à frente, mas agora com 25% das intenções de voto, uma oscilação negativa de 2 pontos percentuais na comparação com o levantamento anterior. Sarney Filho, que na pesquisa anterior tinha 26%, oscilou negativamente 3 pontos e agora tem apenas 23%. Ambos são candidatos ao Senado pela coligação Maranhão quer Mais, encabeçada por Roseana Sarney (MDB).

Como a sondagem tem margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos, aparecem tecnicamente empatados com Lobão e Sarney Filho na primeira colocação a candidata Eliziane Gama (PPS), que antes tinha 17% e agora aparece com 23%, e Weverton Rocha (PDT), que subiu de 11% para surpreendentes 20%. Eles são candidatos à Câmara Alta pela coligação Todos pelo Maranhão, de Flávio Dino (PCdoB) — que, segundo o Ibope, seria reeleito no primeiro turno.

Descolados do bloco que está em empate técnico quádruplo, vem os candidatos ao Senado pelo PSDB: Zé Reinaldo, com 12%; e Alexandre Almeida, com 4%. Na sequência aparecem todos com 2% os candidatos Preta Lu (PSTU), Saulo Pinto (PSOL) e Samoel do Itapecuru (PSL). Saulo Arcângeli (PSTU) pontuou apenas 1%, e Iêgo Brunno (PCB) não chegou a pontuar. Como são duas vagas ao Senado neste ano, brancos e nulos na primeira vaga chegam a 17%; e na segunda vaga a 30%. Não sabem ou não quiseram responder aparece com 38%.

Encomendada pela TV Mirante, a pesquisa Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 16 e 18 deste mês. O registro foi feito no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão sob o número MA-06667/2018. O intervalo de confiança é de 95%.

Ibope aponta crescimento e reeleição de Flávio Dino no primeiro turno
Política

Vantagem do comunista em relação a Roseana já é de 17%, segundo levantamento

O governador Flávio Dino (PCdoB) ampliou a vantagem que mantinha em relação a candidata ao Palácio dos Leões pela quinta vez, Roseana Sarney (MDB), segundo pesquisa feita pelo Ibope para TV Mirante, divulgada na noite desta quarta-feira 19.

De acordo com o levantamento, realizado entre os dias 16 e 18 deste mês, Dino tem agora 49% das intenções de voto, contra 32% de Roseana. Em relação à sondagem anterior, o comunista cresceu 6 pontos. Já a emedebista oscilou negativamente 2 pontos. Com isso, a vantagem de Dino aumentou de 9 para 17 pontos.

Ainda segundo os números, Maura Jorge (PSL) oscilou positivamente e pontuou 5%, enquanto Roberto Rocha (PSDB) negativamente e aparece agora com 2%. Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) não pontuaram na pesquisa. Brancos e nulos, que representavam 8%, agora são de apenas 7%. Não sabem o que responder ou não opinaram somavam 7% e agora são 5%.

Considerados apenas os votos válidos — quando são excluídos os brancos e nulos —, a pontuação de Dino chega a 57%, contra 36% de Roseana. O comunista seria, portanto, reeleito no primeiro turno.

A pesquisa Ibope/TV Mirante está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão sob o número MA-06667/2018. Foram ouvidos 1.008 eleitores, com a margem de erro de 3% para mais ou menos e o intervalo de confiança de 95%.

Ibope: Aécio Neves venceria Lula se eleição fosse hoje
Política

Petista teria 33% das intenções de voto contra 48% do senador tucano

Pesquisa Ibope, divulgada neste sábado (11) pelo jornal "O Estado de S. Paulo", aponta que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) venceria o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em um segundo turno, caso as eleições presidenciais fossem realizadas hoje. O levantamento foi realizado na segunda quinzena do mês passado.

No cenário em que enfrentaria o tucano, o petista teria 33% das intenções de voto contra 48% do senador.

Se levados em consideração os votos válidos, sem computar os brancos e nulos, Aécio teria 59% e Lula pontuaria 41%.

Caso o candidato do PSDB fosse o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, a pesquisa mostra um empate técnico no segundo turno: o tucano teria 40% e o petista atingiria 39%.

O jornal não divulgou os resultados de uma disputa no primeiro turno.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos, para cima ou para baixo. O Ibope ouviu ao todo 2.002 eleitores em diferentes cidades do país.

Em junho, o Datafolha realizou simulação da eleição presidencial que mostrou também vantagem de Aécio sobre Lula, caso o pleito nacional fosse realizado na época.

Em um primeiro turno, o senador mineiro alcançou 35% das intenções de voto, contra 25% do petista.

A margem de erro era também de dois pontos, para cima ou para baixo.