Marco Aurélio
Deputados do PCdoB já foram gravados quatro vezes em atos de corrupção
Política

Vídeo e áudios mostram parlamentares negociando obras, distribuição de pescada, sinecura para funcionária fantasma e apoio político por prestação de serviços da saúde pública estadual

Na atual legislatura, pelo menos três deputados do PCdoB no Maranhão já foram gravados, em vídeo ou áudio, em atos de corrupção com serviços ou obras custeadas com dinheiro público.

Pelo Conselho de Ética da Assembleia Legislativa estadual, todos deveriam ter sido submetidos à investigação na Casa e, pela gravidade dos atos, terem seus mandatos cassados. Contudo, em apenas um dos casos houve representação contra o deputado flagrado em negociatas. Ainda assim, o caso foi sumariamente arquivado pelos colegadas de Parlamento.

Marco Aurélio

O primeiro deles foi o deputado Marcelo Aurélio.

Num áudio-bomba vazado em abril de 2016, o comunista aparece conversando com uma pessoa não identificada sobre um encontro com o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto. No diálogo, Aurélio trata sobre o uso eleitoreiro da entrega de uma obra do governo, a Praça da Bíblia, para sua então pré-candidatura à prefeitura de Imperatriz.

“Se [a obra] for licitar vai [demorar] mais 60 dias. Aí não vai servir pra nós politicamente. Aí não vai mais servir. Vai inaugurar depois da eleição entendeu? E pra nós o grande trunfo é inaugurar antes da campanha”, reclama o parlamentar ao interlocutor.

Apesar do escândalo, nada aconteceu.

Levi Pontes

Um ano depois, foi a vez do deputado Levi Pontes.

Num áudio-bomba vazado pelo próprio parlamentar num grupo de WhatsApp, ele conversa com alguém sobre uma remessa de peixes — que seria distribuída na cidade de Chapadinha, a custo dos cofres no públicos, no período da Semana Santa. Ainda na gravação, Pontes diz que possui “cota de peixe” e que ele iria destinar para suas lideranças, vereadores “insatisfeitos” e até outros municípios de sua base eleitoral.

“Eu falei com a Sua Excelência, sr. prefeito, da necessidade de uma cota pra mim, bem antes da hora que o peixe chegar em Chapadinha para os nossos municípios, tipo, Santa Quitéria e São Benedito. Aí tu vê. São Benedito porque me pediu e eu fiquei de mandar deixar no meu carro (...) porque ele disse que me ajudaria, pois ele tem compromisso de me eleger, não é só votar em Chapadinha...”, confessa Levi Pontes no áudio.

Apesar de haver sido representado na Assembleia Legislativa por quebra de decoro, com pedido de cassação do mandato, Levi foi protegido pela base do governo na Casa, que arquivou o caso. O Ministério Público abriu um inquérito para apurar o ato de corrupção, mas nunca se manifestou publicamente sobre o que resultou dos levantamentos.

Ana do Gás

No mesmo ano, quem apareceu em ato de corrupção, gravado em vídeo, foi a deputada Ana do Gás.

Vazada em meio à deflagração da Operação Pegadores, da Polícia Federal, a gravação mostra a parlamentar do PC coagindo a diretora de um Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em São Luís a aceitar que uma apadrinhada sua, funcionária fantasma, continue a ser lotada na unidade sem precisar ir trabalhar.

Ana do Gás chega a dizer na gravação que acionará o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, para resolver a questão.

“Você pode falar o que você quiser. Vamos ao que interessa. Eu vou lá para a Secretaria [de Saúde] e vou pedir para o secretário lhe mandar um documento. Você quer que publique esse documento?”, questiona, aparentemente referindo-se a alguma ordem para validar o ponto da servidora.

Nenhum dos 42 deputados do Legislativo estadual levou o caso à tribuna, numa combinação coletiva para abafar o caso. O governador Flávio Dino (PCdoB) e Carlos Lula, mesmo procurados, também nunca se manifestaram.

Levi Pontes novamente

Ontem 28, o deputado Levi Pontes voltou a ter áudio-bomba vazado, novamente em negociata envolvendo serviços custeados pelo erário.

No áudio, o deputado comunista aparece novamente em suposta prática de crime eleitoral, mas desta vez afirmando que condicionou a manutenção da UPA pelo governo Flávio Dino a continuidade do apoio do prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, ao próprio deputado.

“Me pediu para manter e para melhorar a prefeitura pelo menos um pouco mais um ano. Resposta minha: ‘depende prefeito, se o senhor me tratar bem eu posso conseguir’. Porque do jeito que eu consegui para botar para funcionar, eu consigo que o governador devolva o que é dele” afirmou Levi.

Num dos trechos, o parlamentar do PCdoB diz que trocou a foto da própria esposa pela foto do chefe do Executivo estadual. Ainda assim, mais a frente, ele ofende o governador com palavras de baixo calão.

“Botar retrato de macho dentro de casa, até no meu quarto de dormir eu tirei o da mulher e botei o dele. Não é possível que esse filho da puta [Flávio Dino] não me ajude […] Mão lavada, lava a outra. Se eu to ajudando ele, então ele tem que me ajudar. Não tem comida de graça”, disse.

Nada aconteceu até agora.

Dino acolhe indicação de Wellington e provoca ciumeira em Marco Aurélio
Política

Governador anunciou a criação do curso de medicina na UemaSul. Deputado do PP apresentou proposta desde fevereiro de 2015

O deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) está irritado e extremamente chateado. A um grupo de deputados mais chegados do Palácio dos Leões, o parlamentar reclamou do deputado Wellington do Curso (PP) ter utilizado a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta semana, para destacar a criação do curso de medicina na Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul).

Apresentada pelo Wellington desde fevereiro de 2015, a proposta foi finalmente acolhida pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e anunciada em Imperatriz, no início deste mês, durante solenidade de posse da reitora e do vice-reitor da UemaSul, para o quadriênio 2018-2021.

Embora não faça mais parte da base governista desde meados de 2016, o progressista destacou a importância do projeto, que já está sendo finalizado pelo Governo do Maranhão e deverá ser encaminhada para a Assembleia Legislativa nos próximos meses.

Ciumento, Marco Aurélio não gostou.

Aparentemente mais preocupado com os ganhos eleitorais que poderia obter em Imperatriz com a criação do curso de medicina da UemaSul, e com dificuldades de se reeleger diante da entrada do vereador Rildo Amaral (SD) na disputa por uma vaga na Assembleia nas eleições deste ano, o deputado do PCdoB promete, na sessão da próxima segunda-feira 19, partir para cima de Wellington e reivindicar a paternidade do projeto.

Governo Flávio Dino já arrecadou mais de R$ 31,1 milhões com IPVA em 2018
Economia

Média é de mais de R$ 1 milhão em receita com o imposto, por dia. Saldo fiscal estaria relacionado às blitz da CPRv

Levantamento do Blog do Daniel Matos junto a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) aponta que o governo Flávio Dino, do PCdoB, já arrecadou mais de R$ 31,1 milhões, de 1º de janeiro até esta terça-feira 30, apenas com a cobrança do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

De acordo com os dados, a média de arrecadação na gestão comunista é de mais de R$ 1 milhão em receita com o imposto, por dia.

O saldo fiscal positivo, segundo o blogueiro, estaria diretamente relacionado às blitz de trânsito realizadas pela Companhia de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRv), que têm levado um número crescente de contribuintes a pagar o IPVA, sob pena de ter os veículos apreendidos e leiloados.

Dados obtidos pelo ATUAL7 por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI), referentes ao mês de junho de 2016 a julho de 2017, já mostravam que, somente com a remoção e guarda de veículos pela Vip Leilões neste período, ambos também ligados às blitz da CPRv, a arrecadação foi acima de R$ 2,1 milhões.

Na Assembleia Legislativa do Maranhão, um projeto de lei apresentado pelo deputado Wellington do Curso (PP) desde maio do ano passado, proibindo o recolhimento ou apreensão de veículo em todo o território estadual, por identificação de não pagamento do imposto, conforme disposto na Constituição Federal, está engavetado pelo relator da matéria e pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, respectivamente, deputados Levi Pontes e Marco Aurélio, ambos do partido do governador.

PCdoB desiste de Marco Aurélio e vai de Rosângela Curado em Imperatriz
Política

Decisão foi anunciada pelo parlamentar comunista a aliados. Vice ainda não foi escolhido. Os cotados são os vereadores Esmerahdson de Pinho e Adonilson

O PCdoB decidiu abandonar a pré-candidatura do deputado Marco Aurélio a prefeito de Imperatriz e fechar em definitivo com a suplente de deputado federal Rosângela Curado (PDT) para garantir a vitória no pleito.

O apoio da legenda à pré-candidatura da pedetista foi confirmado, na quinta-feira 16, pelo próprio parlamentar comunista a aliados mais próximos, por telefone. Marco Aurélio, segundo um dos aliados, passou a noite entrando em contato com pessoas próximas para agradecer o apoio que vinha recebendo e anunciar a decisão de seu partido em ir com Curado. Contudo, chateado, ele deixou claro que não pretende participar da campanha.

Quem também comunicou a aliados da decisão do PCdoB, em reunião fechada, foi o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto. O secretário vinha sendo utilizado como especie de garoto propaganda de Marco Aurélio, que se apossava de obras da Sinfra em busca de votos da população da cidade.

Embora nos bastidores os comunistas já estejam repassando a decisão do partido para pessoas mais próximas, o PCdoB ainda não fez o anúncio de forma oficial. Segundo interlocutores do partido, a oficialização deverá ocorrer na próxima semana, quando também será anunciado o pré-candidato a vice-prefeito da chapa. Os cotados são os vereadores comunistas Esmerahdson de Pinho e Adonilson.

Imperatriz: Marco Aurélio será vice de Rosângela Curado
Política

Reaproximação foi feita pelo próprio Flávio Dino. Partido do governador constatou que seria impossível vencer as eleições sem Curado como cabeça de chapa

Faltando seis meses para as eleições deste ano, o grupo do governador Flávio Dino superou a crise entre o PCdoB e o PDT e encontrou a fórmula certa para vencer com larga vantagem o pleito em Imperatriz: a formação da chapa Rosângela Curado como prefeita e o deputado Marco Aurélio como vice.

A decisão foi tomada há cerca de uma semana, e confirmada por três fontes do Atual7 com bom trânsito no Palácio dos Leões.

Segundo as fontes, após diversas conversas e pesquisas de consumo interno, o próprio PCdoB chegou a constatação que seria impossível vencer as eleições no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão sem Rosângela Curado como cabeça de chapa. A reaproximação começou a ser articulada pelo próprio Dino, que voltou a entrar em contato com a pré-candidata a prefeita por telefone.

Desde a saída de Curado da subsecretaria estadual de Saúde, ambos não trocavam horas de telefonemas para jogar conversa fora e discutir sobre a política estadual e imperatrizense.

Ainda de acordo as fontes, ao ser informado sobre a indicação para vice, o deputado Marco Aurélio teria se chateado por ter sido ele o indicado ao segundo posto da chapa, e não o contrário. Voto vencido, em conversa com o deputado federal Weverton Rocha, presidente do PDT no estado, e comunistas, o parlamentar estadual pediu então o prazo de um mês para decidir se aceita ou não a indicação, o que lhe foi concedido. Porém, caso rejeite, o PCdoB já tem na reserva um outro nome para substituí-lo: o do professor e vereador Adonilson Lima.

Ildon Marques

Antes de decidir por Marco Aurélio como vice de Rosângela Curado, apesar do amplo favoritismo da pré-candidata, o o partido do governador ainda tentou emplacar a pré-candidatura do secretário estadual de Infraestrutura, Clayton Noleto, com o auxílio e benção do prefeito Sebastião Madeira (PSDB). Como o ‘poste’ não vingou e Madeira tem alto índice de desaprovação de sua gestão, Noleto teve então seu nome trocado pelo do parlamentar estadual, que chegou a apresentar uma boa aceitação junto à população, mas caiu vertiginosamente em descrédito após campanha aberta em Imperatriz em favor da presidente Dilma Rousseff (PT).

Como resultado do bate-cabeça do PCdoB, o grupo do governador Flávio Dino teve a vitória em outubro próximo ameaçada após a entrada do ex-prefeito Ildon Marques no PSB. Empresário e apadrinhado do senador Roberto Rocha, o aparecimento de Marques na disputa acabou movimentando a classe política local.

A saída encontrada pelo Palácio dos Leões, então, foi aceitar a pré-candidatura da ex-subsecretária de Saúde, e indicar a vice. Sem prestígio junto à população, classe política e até em seu próprio partido, o prefeito Madeira acabou aceitando a chapa PDT/PCdoB pelo beiço.

Carros fumacê iniciam trabalhos de combate ao mosquito da dengue em Açailândia
Política

Ação teve início desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira 6. Veículos permanecerão à disposição do município por 15 dias

Teve inicio em Açailândia, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira 6, uma grande operação de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor  da dengue e de outras doenças. O trabalho é fruto de uma parceria firmada entre o Governo do Estado e prefeitura do município, por meio da Secretaria Municipal de Saúde.

Acompanhado do representante da Secretaria de Estado da Saúde, José Neto, o titular da Saúde municipal, Marco Aurélio, recebeu os cinco carros fumacê na tarde ontem 5. A ação teve inicio no Centro da cidade, mas será realizada em todos os bairros do município, seguindo um cronograma montado pela Secretaria de Saúde, que levou em consideração o número de incidência de casos de doenças que podem ter sido transmitidas pelo mosquito. Os carros fumacê permanecerão à disposição do município por 15 dias.

“Os veículos foram enviando pelo Governo do Estado e, agora que se encontram na cidade, serão utilizados para combater o mosquito da dengue. É uma determinação do prefeito Juscelino Oliveira que seja dada prioridade a qualidade de vida do povo. Então estamos sempre buscando parcerias que visam proporcionar o bem estar da população, e esta é mais uma delas”, afirmou.

Ao explicar que o produto exalado pelos carros fumacê não tem efeito algum sob o ser humano, Marco Aurélio lembrou que é recomendável aos moradores que abram as portas e janelas das residências.

“Inicialmente tem o incomodo do cheiro, que é um odor forte, mas logo passa. O produto não atinge a pessoa, só tem efeito sob os mosquitos, portanto, para que o serviço de combate a estes insetos tenha mais eficácia é recomendável que a população ao ver o veículo abra as portas, janelas e etc. Quanto maior o alcance do produto, mais a residência vão está protegida”, finalizou.

Há muito tempo os carros fumacê haviam parado de realizar ações de combate a mosquitos transmissores de doenças, o que pode ter sido a causa do aumento, por exemplo, de muriçocas. Constantemente a população fazia uso de programas de rádios do município para solicitar o reinicio desta atividade.

Marco Aurélio diz que compra de chácara de novela foi feita após dois empréstimos
Política

Em Imperatriz, especula-se que negociação tenha sido de R$ 600 mil. Deputado nega e diz que foi de apenas R$ 260 mil

Nada comparado aos milionários apartamentos de luxo no metro quadrado mais caro da Península da Ponta d'Areia, em São Luís, adquiridos pelos colegas de bancada Humberto Coutinho (PDT) e Othelino Neto (PCdoB), respectivamente, presidente e vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, mas causou estranheza e desconfiança, diante da vestimenta de bom moço cozida por ele próprio, a compra de uma chácara de novela em Ribamar Fiquene, na beira do Rio Tocantis, feita recentemente pelo deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB).

Em apenas seis meses de mandato, o comunista pagou, no cash, o total de R$ 260 mil ao ex-vereador de Imperatriz Rui Porão (DEM) pelo imóvel, que fica localizado em um povoado conhecido por abrigar grandes propriedades. Questionado pelo Atual7 sobre a origem do dinheiro, Marco Aurélio respondeu que a compra da chácara se deu após a celebração de dois empréstimos junto ao Banco do Brasil, um de crédito salário e o outro de crédito consignado.

Ainda segundo o parlamentar, toda a negociação foi registrada em cartório e será declarada, integralmente, no Imposto de Renda. Ele atribuiu o superfaturamento do valor - em Imperatriz especula-se que a compra tenha sido de R$ 600 mil - seria má fé de pessoas que tentam manchar a sua imagem desde quando ele ainda era vereador.

Flávio Dino segue descumprindo decreto e nomeando aliadas em direção de escolas
Política

Durante a posse, governador prometeu acabar com as indicações por Q.I. (Quem Indica), mas vem aparelhando o estado por meio de sinecuras

O governador Flávio Dino, do PCdoB, continua se mostrando cada vez mais uma habilidosa e felpuda raposa política, que aprendeu com perfeição os ensinos passados pelo ex-senador José Sarney, a quem sentava no colo e chamava de tio quando criança, durante as visitas ao Palácio dos Leões em companhia de seu pai, Sálvio Dino, aliado da oligarquia - que lhe sustentou com vários empregos fantasmas - até pouco tempo antes da vitória do filho nas urnas.

O deputado Marco Aurélio, bom de discurso, mas apenas mais uma raposa comunista em busca de sinecuras
JR Lisboa/Agência Assembleia Honestidade de gogó O deputado Marco Aurélio, bom de discurso, mas apenas mais uma raposa comunista em busca de sinecuras

No dia 1º de janeiro deste ano, diante da multidão que ficou debaixo do sol escaldante de São Luís para acompanhar de perto a posse do comunista no Palácio dos Leões, Dino assinou o Decreto n.º 30.619/2015, que regulamenta o que determina o Estatuto do Magistério do Maranhão sobre a realização de eleições diretas, por meio de alunos, pais de alunos, professores e funcionários, para diretores escolares da rede pública estadual.

Tudo armação.

Passados mais de sete meses de governo comunista, a escolha dos diretores escolares ainda é feita por Q.I (Quem Indica) e, como em Chapadinha, onde caso de maior descaro teve o dedo solidário do deputado estadual Levi Pontes, em João Lisboa, o Q.I. ficou por conta do deputado comunista Marco Aurélio.

É o que mostra a edição do Diário Oficial do Estado do dia 7 de maio, que traz alterações no quadro de diretores de escolas da rede público estadual de João Lisboa. Por lá, Dino dispensou o agora antigo gestor geral da Escola Centro de Ensino Rio Amazonas, Vald Rui Nogueira de Castro, e sinecurou a indicada pelo deputado do PCdoB, Ivoneide Ferreira Carvalho, em claro aparelhamento do estado.

Temeroso pela derrota do poste Clayton Noleto para a pedetista Rosângela Curado nas eleições de Imperatriz, apenas nas escolas da Princesa do Tocantins foi mantida a direção geral, em virtude de receio dos Sindicatos se mobilizarem em conjunto com a população.

Os apadrinhados do governo devem permanecer sinecurados - se as eleições ocorrem e não houver fraude - até janeiro de 2016, embora o artigo 1.º do Decreto n.º 30.619 aponte que a eleição para diretores escolares da rede pública estadual deveria ter sido "realizada no início do mandato".

Duzentos e dez ônibus foram assaltados em São Luís de janeiro e maio deste ano
Maranhão

De acordo com o SET, média é de 40 assaltos a ônibus por mês, maior que a registrada no ano passado

O número é estarrecedor. De acordo com as estatísticas do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET), o total de duzentos e dez ônibus foram assaltados de janeiro e maio deste ano, na capital do Maranhão. A média de ônibus alvos de bandidos, de 40 por mês, já é maior do que a registrada no ano passado. A informação é do G1 MA.

Segundo a reportagem, que alertou o assalto de mais um coletivo, na noite dessa sexta-feira (9), no Centro da capital, um motorista de ônibus disse que já perdeu as contas de quantas vezes passou pela mesma situação. Para ele, a volta para casa é sempre uma incerteza.

- Só sabe que sai. Se volta, não sabe. Se volta, né, bom, com saúde - lamentou.

O levantamento foi feito poucos dias após a morte do estudante Rondinele Ferreira da Costa, de 18 anos, foi baleado na cabeça dentro de um ônibus no bairro da Cohab, na última segunda-feira (4), durante um assalto em plena luz do dia. Ele não resistiu e morreu na madrugada de terça.

Até agora, além de ninguém ter sido preso, horas após o anúncio da morte do estudante, o secretário adjunto de Marketing e Mídias Sociais do governo Flávio Dino, Marco Aurélio Pereira, utilizou um perfil fake que mantém no microblogging Twitter - e que atualiza no horário de trabalho, em um prédio anexo ao Palácio dos Leões - para chacotear com a falta de segurança nos coletivos públicos, de responsabilidade da Polícia Militar do Maranhão.

Debochado, Aurélio chegou a deletar o tweet após pressão popular, mas ainda assim manteve o tom patético: "O fato de alguém ocupar cargo público não retira de si o direito a cidadania. O cargo é temporário, mas a cidadania é vitalício", debochou.

Secretário adjunto do governo Flávio Dino debocha da falta de segurança em ônibus
Política

Brincadeira de mau gosto foi feita pelo Twitter, onde Marco Aurélio mantém um perfil fake

Virou casa da mãe Joana.

Secretário adjunto de Marketing faz "brincadeira" sobre violência em ônibus, após morte de estudante em São Luís
Blog do Diego Emir Irresponsabilidade Secretário adjunto de Marketing faz "brincadeira" sobre violência em ônibus, após morte de estudante em São Luís

Poucas horas após a confirmação da morte do estudante Rondinely Ferreira da Costa, de 18 anos, baleado durante um assalto dentro de um ônibus no bairro da Cohab, em São Luís, o secretário adjunto de Marketing e Mídias Sociais do governo Flávio Dino, Marco Aurélio Pereira (de camisa salmão, na foto acima), usou um perfil fake que mantém no microblogging Twitter para debochar da falta de segurança nos ônibus, de responsabilidade da Polícia Militar do Maranhão.

- Tremei, assaltantes de ônibus. O Wolverine tá na área - debochou, anexando a imagem de um homem com características físicas semelhantes as do personagem dos quadrinhos X-Men.

Mesmo diante do clamor popular com a morte do estudante e pela rápida repercussão negativa, Marco Aurélio chegou a deletar o tweet, porém continuou a fazer piadas com o tema.

- Esta Revista é inocente - ironizou.

Pelo horário do tweet, às 8h26min desta terça-feira (5), o secretário adjunto de Marketing e Mídias Sociais pode ter feito a publicação de dentro do Palácio dos Leões, em um dos prédios anexos que abriga a Secretaria de Comunicação Social.

Brincadeira de mau gosto

Dados do Sindicato das Empresas de Transporte, em 2014, mostram que o responsável pelo Marketing do governo Dino brincou com algo sério.

Em 2014, foram registrados 477 assaltados a ônibus em São Luís. Já em 2015, até o momento, o número de assaltos na capital maranhense já chega a 209, sendo 67 ônibus só no mês de abril, o equivalente a dois assaltos por dia.

Marketing e Secom contam versões diferentes sobre farra de Dino no Palácio dos Leões
Política

Governo Flávio Dino apresenta duas versões sobre origem do dinheiro que bancou aniversário do comunista no prédio público

O governo Flávio Dino bateu cabeça e pode ter mentido à população maranhense, nesta sexta-feira (1º), ao tentar se explicar sobre a origem do dinheiro que bancou a festa de arromba promovida pelo comunista, durante a noite de ontem e madrugada de hoje, nas dependências do Palácio dos Leões.

Festa de aniversário do governador Flávio Dino nas dependências do Palácio dos Leões
Twitter Quem bancou? Festa de aniversário do governador Flávio Dino nas dependências do Palácio dos Leões

Em nota de esclarecimento, a Secretaria de Comunicação Social informou que a farra na sede política e institucional do Governo do Estado do Maranhão só pode ser realizada após o levantamento de uma vaquinha por familiares e amigos de Dino.

"A Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) informa que a confraternização pela passagem de aniversário do governador Flávio Dino foi feita com recursos exclusivamente privados, a partir de colaborações de familiares e amigos", diz trecho da nota.

Pelo Twitter, o secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry Barroso, que esteve presente na festa nababesca, confirmou a vaquinha.

- Pela primeira vez aniversário de um governador contou com a popular "vaquinha" para as despesas...Bem diferente de outros tempo! (sic!) - alegou.

Mais cedo, horas antes da nota e da declaração de Jerry, porém, por meio de uma conta fake que mantém no microblogging Twitter, o secretário-adjunto de Marketing do governo, Marco Aurélio Pereira, dava uma versão diferente.

Também presente na farra realizada no prédio bancado com verba pública, Aurélio informou que toda a despesa com a festa teria saído do bolso do próprio Flávio Dino - e não de vaquinha de amigos e familiares, como informou a Secom e Jerry -, e ainda deu detalhes de como o governador efetuou o pagamento: com cheque nominal, cruzado e tirou cópia.

 Secretário-adjunto diz que dinheiro saiu do bolso do próprio Dino
Twitter Versão do Marketing do governo Dino Secretário-adjunto diz que dinheiro saiu do bolso do próprio Dino

- Sobre o aniversário de Flávio: prevendo safadeza, ele pagou as despesas do próprio bolso, com cheque nominal, cruzado e tirou cópia - declarou o secretário-adjunto de Marketing, por mais de uma vez.

Em contraponto à confirmação de Márcio Jerry sobre a alegação dada na nota da Secretaria de Comunicação, a informação dada por Marco Aurélio no Twitter foi confirmada por outros presentes no Palácio dos Leões, como o diretor-geral do Detran-MA, Antônio Nunes Leitão.

Com a existência comprovada de duas versões, com base na Lei de Acesso à Informação, o Atual7 segue aguardando da Secom a versão verdadeira sobre a origem dos gastos - inclusive quem cometeu a safadeza de mentir oficialmente em nome do governador.

Professor Marco Aurélio busca melhorias para escolas da Região Tocantina
Política

Parlamentar visitou a Escola Estadual Nova Vitória, localizada no grande Conjunto Vitória, em Imperatriz

O deputado estadual Marco Aurélio, do PCdoB, tem buscado a reestruturação e reformas de escolas de toda a região Tocantina. Na manhã dessa sexta-feira (20), o parlamentar visitou a Escola Estadual Nova Vitória, localizada no grande Conjunto Vitória, em Imperatriz.

A visita foi acompanhada de uma reunião com a gestora Regional de Educação, Rosyjane Paula; da diretora Regional de Educação, Orleane Evangelista; da direção da escola; e dos vereadores, também comunistas, professor Adonilson e Carlos Hermes.

Marco Aurélio reforçou que tem lutado pela reforma da escola, mas que precisa também do apoio das lideranças locais e da comunidade.

- Nossa luta é para que além das melhorias estruturais da escola, possamos garantir a melhoria de seus índices, contribuindo para o desenvolvimento educacional das crianças - afirmou.

O parlamentar informou ainda que participou de audiências com a secretária de Educação do Maranhão, Áurea Prazeres, a fim de cobrar parceria para a realização destas melhorias.

Viagem de Carlos Brandão aos EUA é para tratar de empréstimo de R$ 100 milhões
Política

"Parceria de crédito" já havia sido revelada pelo deputado Marco Aurélio

Há um motivo especial para a viagem do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), aos Estados Unidos, onde permanecerá até a próxima quarta-feira (12).

Além de participar de um evento de educação na cidade morte-americana de New Hanen - única justificativa publicada no Diário Oficial do Estado pela Casa Civil -, o tucano irá tratar da amortização e carência de um empréstimo de R$ 100 milhões, em Washington, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), assunto adiantado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) com dirigentes do BID desde o mês de janeiro.

Criado em 1959, o BID atua como fonte de financiamento à governos e instituições para apoiar projetos sociais e de desenvolvimento.

A "parceria de crédito" - termo cunhado pelo próprio comunista por vergonha de usar a palavra empréstimo - já havia sido revelada pelo vice-líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB), ao anunciar o uso do dinheiro para o asfaltamento de ruas na cidade de Imperatriz.

- Basta verificar o empréstimo de mais de R$ 100 milhões que o governador teve que fazer, comprometendo justamente a condição orçamentária do estado - revelou o parlamentar, em resposta a um questionamento do deputado Adriano Sarney (PV).

Pela lei, para que um empréstimo desse porte se concretize, o Senado Federal precisa aprovar um projeto de resolução autorizando a negociação, tendo ainda o Tesouro Nacional como avalista.